29 de Agosto, 2011 - 00:44 ( Brasília )

Aviação

União estuda desmilitarizar sistema que controla tráfego aéreo no Brasil

Ministro da Aviação Civil, Wagner Bittencourt, desengavetou proposta de usar civis no monitoramento

Fábio Schaffner

Preocupado com o crescimento do tráfego aéreo no país e as falhas nos mecanismos de segurança, o Planalto voltou a negociar com os controladores de voo. Na quinta-feira, o ministro da Aviação Civil, Wagner Bittencourt, conversou por três horas com representantes da categoria, reabrindo as discussões sobre a desmilitarização do setor.

Os controladores apresentaram ao ministro uma radiografia do sistema. Entre os participantes da reunião, estavam militares afastados das funções e que respondem a processo no Superior Tribunal Militar pelo motim de 2007.

Foi mais um passo nessa reaproximação. Na segunda-feira passada, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, já havia prestado depoimento em defesa dos 51 réus da greve branca que paralisou os principais aeroportos do país naquele ano.

Um dia antes do encontro com os controladores, Bittencourt havia dito em entrevista a ZH que os problemas da categoria “estavam superados”. Na edição de domingo, ZH revelou como erros sucessivos no controle de tráfego aéreo quase resultaram em novos acidentes.