24 de Janeiro, 2017 - 09:50 ( Brasília )

Aviação

FAB - CECOMSAER tem novo chefe

Para novo chefe, comunicação é uma das ferramentas mais importantes de uma instituição.Uma das prioridades de 2017 será ampliar o processo de conhecimento sobre a reestruturação da FAB.

Ten Jussara Peccini


O Coronel Aviador Antonio Ramirez Lorenzo assumiu, nesta segunda-feira (23/01), em Brasília (DF), a chefia do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica (CECOMSAER). O oficial recebeu o cargo do Brigadeiro do Ar Ary Soares Mesquita, que assumiu o comando da Ala 1 na última semana. A cerimônia de transmissão de cargo foi presidida pelo Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato.

“A conjuntura exigirá atenção, discernimento e criatividade como líder desta destacada equipe de excelência”, afirmou o Comandante ao dirigir-se ao novo chefe sobre a consciência da complexidade da missão que lhe foi atribuída.

O Coronel Lorenzo assume o cargo em meio ao processo de reestruturação da FAB, que prevê modernizar a estrutura administrativa e operacional para enfatizar o investimento dos recursos humanos e financeiros, principalmente, na atividade-fim da instituição.

Em seu discurso, o Tenente-Brigadeiro Rossato destacou ainda a relevância do papel da comunicação e do CECOMSAER diante do fenômeno de propagação de factóides que, utilizando-se da vasta diversidade de mídias, visam “implantar conceitos errôneos, desqualificar decisões e distorcer ideias no âmbito de nosso efetivo”. “Esse desvio de informação demanda extrema atenção e elevado senso crítico de nosso público interno”, afirmou o Comandante, dando especial atenção à ação proativa do CECOMSAER. 

Balanço - Em seu discurso, o Brigadeiro Ary  apresentou um breve balanço das ações de comunicação realizadas pelo CECOMSAER em sua gestão. Além da cobertura das ações da Força Aérea Brasileira durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos 2016, o que envolveu quase todo o efetivo – integrado por mais de cem profissionais – o ano foi marcado, segundo ele, pela intensa produção em todas as áreas que envolvem a unidade.

Foram mais de 1,2 mil reportagens publicadas no site da Força Aérea Brasileira e 230 vídeos veiculados no canal oficial da instituição no Youtube, além de mais de 500 processos de atendimento à imprensa, e de cerca de 560 demandas geradas por meio da Lei de Acesso à Informação.

Em 2016, a fanpage da FAB no Facebook atingiu 1 milhão de seguidores. O CECOMSAER ainda orienta a atuação de cerca de 230 elos do Sistema de Comunicação Social da Aeronáutica (SISCOMSAE). “Foi um ano intenso”, classificou o Brigadeiro Ary sobre a rotina à frente da unidade responsável por gerir a comunicação do Comando da Aeronáutica.

Novos desafios – Para o novo chefe, a comunicação terá papel importante para ajudar a esclarecer os públicos de interesse da instituição sobre o processo de reestruturação da FAB. “Essa reestruturação precisa ser bem compreendida pelo público interno e externo”, avaliou o Coronel Lorenzo, que retorna ao CECOMSAER, onde trabalhou por sete anos.

Para o oficial, a comunicação social é uma das ferramentas mais importantes de uma instituição e deve ser utilizada, no contexto da FAB, para divulgar, ensinar e mostrar a todos o que está acontecendo. “Para que cada militar contribua para que a FAB chegue a 2041 maior do que é hoje”, afirmou.

Conheça a trajetória do novo chefe do CECOMSAER – O Coronel Aviador Antonio Ramirez Lorenzo, 49, é natural de São Paulo e iniciou a carreira na Aeronáutica em 1985. Foi promovido ao atual posto em 2011 e indicado ao posto de oficial-general em dezembro de 2016. Ao longo da carreira acumulou 2,3 mil horas de voo.

Entre os cargos mais recentes foi Adido de Defesa e Aeronáutico junto à Embaixada da França e Bélgica, chefe da Divisão de Operações do Comando-Geral de Operações Aéreas (COMGAR), comandante do Primeiro Grupo de Aviação de Caça e chefe da assessoria de imprensa da FAB.

Além de todos cursos de carreira, participou de cursos de relações públicas na Defense Information School, no Fort George G. Meade, em Maryland, de operações psicológicas na Escola de Guerra Especial JFK do Exército, no Fort Bragg, na Carolina do Norte, ambos nos Estados Unidos. Também possui MBA em Política e Defesa e em Desenvolvimento Avançado de Executivos.