28 de Novembro, 2016 - 14:00 ( Brasília )

Aviação

CIAvEx - Término da campanha OVN com curso de piloto de aeronaves


No dia 18 de novembro, o Centro de Instrução de Aviação do Exército (CIAvEx) concluiu o Módulo de Voos com Óculos de Visão Noturna (OVN), chamado de Campanha OVN, com os alunos do Curso de Piloto de Aeronaves (CPA). Até 2015, o CPA tinha por objetivo formar os pilotos básicos para conduzir, em voos administrativos, as aeronaves da frota da Aviação do Exército (AvEx) e durava 43 semanas seguidas de instrução. Essa sistemática acarretava a obrigatoriedade de os pilotos básicos regressarem ao CIAvEx para adquirir os conhecimentos necessários para pilotar as aeronaves em missões operacionais.

Atendendo às necessidades da AvEx, em 2015, o CIAvEx reformulou a documentação de ensino do CPA, para que o piloto recém-formado pudesse se apresentar nas Unidades Operacionais da AvEx com um conjunto de habilidades que os capacitassem, de imediato, a conduzir as aeronaves em missões de combate, apoio ao combate e apoio logístico.

Nesse contexto, o CPA passou a durar 46 semanas seguidas de instrução, com a inserção de Módulos de Voos exclusivamente militares, como o Módulo de Pilotagem Tática, Módulo de Tiro com Armamentos e, principalmente, o Módulo de Voos com OVN. Este último, batizado de Campanha OVN, por ser inédito, teve sua execução iniciada em 5 de setembro de 2016, com reuniões de padronizações entre os instrutores e estudo de situação de pessoal e material (equipamentos e aeronaves) necessários para o cumprimento da missão. Ao final da fase de planejamento, levantou-se a quantidade de 40 militares, entre pilotos instrutores, mecânicos de voo e equipes de apoio (abastecimento, auxiliares de pista, segurança de voo), vocacionados, exclusivamente, para essa emblemática e desafiadora tarefa, com horários de expediente diferenciados no período noturno.

Ainda na fase de planejamento, foi constatado que, devido às proporções e ao ineditismo do trabalho, poderia ser feito um estudo detalhado dos efeitos fisiológicos e psicológicos dos voos OVN nos participantes. Assim, a Divisão de Ensino do CIAvEx disponibilizou uma psicóloga para acompanhar in loco a execução da atividade, participando de briefings e voos, tendo por objetivo elaborar um detalhado relatório ao final da Campanha OVN.

Entre 3 e 7 de outubro, foram realizados os voos de reconhecimento de áreas de instrução e a padronização de manobras. No dia 10, começaram os voos de instrução dos alunos do CPA.

Desde então, foram feitas cerca de 150 missões de voos OVN, com, aproximadamente, 200 horas OVN voadas em seis semanas seguidas, incluindo feriados. Os voos ocorreram em áreas de instrução existentes em cinco cidades do Vale do Paraíba (SP), onde os alunos treinaram as manobras de voo básico (circuito de tráfego), manobras de emprego geral (área restrita) e manobras de emprego exclusivo em voos OVN (Reconhecimento Prático de Área de Pouso- RPAP), além de emergências (mau funcionamento do equipamento OVN). Há que se ressaltar que essas manobras eram ensinadas, até 2015, a pilotos com centenas de horas de voo de experiência e, nessa Campanha, foi ensinada e realizada por alunos durante a formação básica de pilotagem.

Outro fator desafiador na Campanha OVN foi o emprego, pela primeira vez, da versão modernizada da Aeronave Fennec, chamada “Fennec AvEx”. Seu pacote de modernização, que inclui o conceito glass cockpit, contemplou a instalação do piloto automático. Embora tenha sido mais um desafio para a equipe de instrução, o projeto de modernização contribuiu para a estabilização da pilotagem e, consequentemente, para o melhor rendimento da instrução.

O que se espera, a partir de agora, é analisar os ensinamentos colhidos dessa impactante Campanha OVN, de maneira a melhorar ainda mais os resultados para as próximas jornadas.

Com a Campanha  OVN 2016, o CIAvEx rompeu paradigmas em relação à realização do voo OVN, conciliando operacionalidade e segurança, por meio de minucioso planejamento, executado por profissionais comprometidos com o sucesso da missão, materializando valores como o pioneirismo de seus antepassados da Escola de Aviação Militar de 1917 e o Lema de seu Estandarte: Per Audaciam Ad Protectionem (Pela Audácia obtemos Proteção).