06 de Maio, 2016 - 08:50 ( Brasília )

Aviação

FAB realiza exercício conjunto em Lagoa Santa (MG)

Objetivo é formar e treinar efetivo para realizar missões desdobradas em localidades remotas ou sem infraestrutura básica

Ten Evellyn Abelha

Um verdadeiro acampamento foi montado pela Força Aérea Brasileira na cidade de Lagoa Santa (MG) para a realização do Exercício Tropeiro com a participação de mais de 330 militares. A atividade, que se encerra nesta sexta-feira (06/05), reúne pela primeira vez as áreas de engenharia, intendência e saúde da FAB a fim de formar e treinar o efetivo para realizar missões desdobradas em localidades remotas ou sem infraestrutura básica. O exercício além de promover uma doutrina integrada de apoio logístico, permite uma maior economia de meios e recursos.

O Exercício Tropeiro integra três atividades: o Estágio de Engenharia Operacional (EEOP), coordenado pela Diretoria de Engenharia da Aeronáutica (DIRENG), o Estágio de Intendência Operacional (EIOP), coordenado pela Diretoria de Intendência da Aeronáutica (DIRINT) e o Hospital de Campanha (HCAMP), coordenado pela Diretoria de Saúde da Aeronáutica (DIRSA).

“Em uma situação de calamidade ou ajuda humanitária, onde o hospital de campanha seja acionado, nós teremos que atuar integradamente para que esse apoio possa acontecer. É preciso que a gente conheça como cada um opera. É importante que a intendência saiba o que a engenharia precisa, que a engenharia saiba qual o apoio que a intendência é capaz de oferecer, e é preciso que juntos nós conheçamos as demandas do HCAMP para que possamos planejar essas ações de maneira cada vez mais eficiente”, explica o Comandante do Escalão Móvel de Apoio, Major Luciano Antônio Araújo dos Santos.

Todas as atividades são realizadas em uma área cedida pela prefeitura local, onde foram montadas 74 barracas que abrigam salas de aulas para as instruções dos estágios, o Hospital de Campanha, alojamentos, cozinha, refeitório, salas de apoio e até um auditório com capacidade para 150 pessoas, em uma barraca apelidada de “Alascão” - utilizada pela primeira vez - com uma área de 160 metros quadrados. O Exercício também conta com o apoio do Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (CIAAR) e do Parque de Material Aeronáutico de Lagoa Santa (PAMA-LS).

Estágios Operacionais – Com duração de duas semanas, os alunos dos Estágios de Intendência Operacional e de Engenharia Operacional têm instruções teóricas e práticas de apoio logístico a unidades aéreas ou de outras áreas que necessitem operar desdobradas, seja em treinamento ou em emprego real. “Para otimizar o curso e padronizar as técnicas e procedimentos, nós planejamos várias instruções conjuntas”, esclarece a Coordenadora da Instrução do Estágio de Intendência Operacional, Tenente Natália Brito. As instruções envolvem combate a incêndio, segurança do trabalho, transporte logístico, legislações de logística operacional, entre outras.

Além dessas instruções, cada área tem oficinas específicas. A Unidade Celular de Intendência fornece o apoio para que militares em campanha possam estar em condições de realizar suas atividades, por meio de um ambiente que lhes proporcione o bem estar físico, psicológico e espiritual, por meio de refeições de qualidade, hospedagem, higienização, apoio médico, bem como serviços de barbearia e atendimento religioso.

O Estágio de Engenharia Operacional capacita os militares a serem planejadores e operadores logísticos para composição de uma Unidade Celular de Engenharia, que dá o suporte como a organização e preparo do terreno, fornecimento e instalação de energia elétrica, saneamento básico, água, manutenção de equipamentos, entre outros. “Essas técnicas são utilizadas tanto para os exercícios operacionais da própria FAB, mas também quando precisamos atuar em locais sem infraestrurura básica, como calamidades”,  exemplifica o coordenador do Estágio de Engenharia Operacional, Capitão Nerinei Batista.

Hospital de Campanha – Os profissionais de saúde do Curso de Adaptação de Médicos, Dentistas e Farmacêuticos da Aeronáutica, do CIAAR, realizam o atendimento à população de Lagoa Santa por meio de uma Ação Cívico Social. São oferecidas especialidades como pediatria, odontologia, clínica médica, cardiologia, ginecologia, ortopedia, neurologia, otorrinolaringologia, entre outras.

A atividade acontece com o apoio da Secretaria
de Saúde local. Um Hospital de Campanha com ambulatórios, laboratórios, consultório odontológico e um centro cirúrgico foi montado no Exercício Tropeiro para dar suporte à atividade. “Essa é uma excelente oportunidade para os alunos do CIAAR conhecerem como funciona o atendimento em uma situação de campanha e também ter um contato direto com a população civil. Eles também ajudam a montar essa estrutura, o que ajuda ainda mais a entender como funciona um Hospital de Campanha”, comenta o coordenador da ação, Major Médico Rodolfo José Seraphico de Souza Siqueira.