29 de Dezembro, 2015 - 08:55 ( Brasília )

Aviação

Mais de 3 mil brasileiros entraram para a FAB em 2015

Força Aérea realizou mais de 15 exames de admissão e seleção em 2015

A Força Aérea Brasileira (FAB) preencheu, em 2015, mais de três mil vagas por meio da realização de 18 exames de admissão e seleção. A novidade esse ano foi a expansão do processo seletivo de Sargentos Temporários (que antes era destinado apenas aos atletas de alto rendimento) para diversas áreas técnicas. Foram mais de 500 vagas nesse quadro em 2015.

De acordo com o Chefe da 1ª Subchefia do Estado-Maior do Comando-Geral do Pessoal (COMGEP), Coronel Lélio Walter Pinheiro da Silva Júnior, o aumento no número de vagas para temporários é uma orientação e tendência do Comando da Aeronáutica.

“Assim, aproveitamos profissionais já formados, damos oportunidade de emprego e, futuramente, ocorrerá a desoneração da folha de pagamento, já que esses profissionais vão para a reserva não remunerada”, destacou. Nos últimos cinco anos, houve um aumento de mais de 60% de temporários na Força Aérea.

Para 2016, o plano é seguir com os mesmos processos seletivos de 2015. Segundo o chefe da Seção da Divisão de Admissão e Seleção do Departamento de Ensino da Aeronáutica (DEPENS), Coronel João Carlos Araújo Amaral, o projeto da FAB é traçar estratégias que possibilitem a busca de candidatos cada vez mais qualificados. “Para isso, pretendemos realizar um trabalho de aproximação com escolas e faculdades que formem o nosso público-alvo”, ressaltou.

Confira quais foram os exames de seleção de 2015 pela escolaridade exigida:

Ensino Fundamental


 Os jovens com ensino fundamental finalizado e idade entre 14 e 19 anos (completos até o dia 31 de dezembro de 2015) tiveram a oportunidade de participar do processo seletivo para ingressar na Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR), localizada em Barbacena (MG). Foram disponibilizadas 180 vagas.

Se aprovado em todas as etapas, os candidatos realizam o Curso Preparatório de Cadetes do Ar (CPCAR) por três anos. O curso é equivalente ao ensino médio regular do Sistema Nacional de Ensino.

As pessoas de todos os níveis de escolaridadel também tiveram a chance de participar do processo seletivo para ingressar na Comissão de Aeroportos da Região Amazônica, a COMARA, que disponibilizou em maio diversas vagas em 95 especialidades.

Ensino Médio


Seis processos seletivos tiveram como público-alvo os candidatos com ensino médio completo. Um deles foi a seleção para 180 novos cadetes da Academia da Força Aérea, em Pirassununga (SP), e o processo seletivo para 80 vagas destinadas a taifeiros de todo o Brasil.

O Curso de Formação de Sargentos da Escola de Especialistas da Aeronáutica (EEAR), em Guaratinguetá (SP), realizou três processos seletivos ao longo do ano para cerca de 600 vagas. Nesse caso, os candidatos aprovados passam dois anos na Escola até serem declarados sargentos da Força Aérea.

Já o Instituto Tecnológico de Aeronáutica, sediado em São José dos Campos (SP), bateu um recorde em 2015. O vestibular do instituto, conhecido por ser um dos mais difíceis do Brasil, recebeu o maior número de inscritos da história. Foram aproximadamente 12.400 candidatos, o que representa um aumento de 59% em relação a 2014.

Curso Técnico

A EEAR também realizou processo seletivo para a admissão de 142 alunos com curso técnico em diversas áreas.

Já o Quadro de Sargentos Convocados abriu, em outubro, mais de 500 vagas nas áreas de administração, arrumador, comunicações, eletrônica, eletricidade, enfermagem, informática, laboratório, motorista, obras, pavimentação, radiologia e topografia.

Ensino Superior

O Quadro de Oficiais Convocados dominou os exames de seleção para militares com ensino superior completo em 2015. Foram três processos seletivos durante todo o ano para mais de 700 vagas em todo o País. O objetivo foi selecionar diversos profissionais, desde administradores, educadores físicos, advogados, comunicólogos, até médicos.

Por falar em médicos, esses profissionais também foram selecionados no exame de seleção para oficiais de carreira, que buscou cerca de 180 candidatos com ensino superior completo.

Já o Intituto de Formento e coordenação Industrial (IFI) disponibilizou em abril 34 vagas para interessados com curso superior e curso técnico.

Processos internos


Para progressão na carreira e como forma de incentivo aos militares do Comando da Aeronáutica, a FAB também realizou processos seletivos internos em 2015.

O Estágio de Adaptação ao Oficialato (EAOF) e o Curso de Formação de Oficiais Especialistas (CFOE), abriram as vagas ainda em 2014, mas realizaram as provas ao longo de 2015 para 180 sargentos e suboficiais. Os militares concluíram em novembro o curso em Belo Horizonte e agora são Oficiais da FAB.