23 de Novembro, 2015 - 13:20 ( Brasília )

Aviação

Thales - Contrato histórico para radarização do espaço aéreo da Bolívia

Os dois radares Banda L serão produzidos pela Omnisys, em São Bernardo do Campo



Paris, 23 de novembro de 2015 – Na presença do presidente da Bolívia Evo Morales, do presidente da França François Hollande e dos principais executivos da Thales América Latina, a Thales, líder mundial em tecnologia nos mercados de Defesa, Segurança, Aeroespacial, Espacial e Transportes, assinou contrato com o Ministério da Defesa da Bolívia para integração da defesa aérea e da gestão do tráfego aéreo civil (ATM) boliviano.

A cerimônia ocorreu no dia 9 de novembro, em Paris, no Palácio do Elysée, residência oficial do Presidente da França.
 
O acordo total com Bolívia prevê o fornecimento de 13 radares, que formarão a espinha dorsal da infraestrutura de vigilância aérea do país, incluindo quatro radares de defesa aérea, um radar de vigilância primária Star2000, dois radares de aproximação Banda L e seis radares secundários RSM970. A Thales ainda integrará e gerenciará todo o sistema para as operações, assim como a comunicação destes novos equipamentos com os radares distribuídos em todo o país.
 
Os radares estarão integrados a um novo complexo que vai abrigar a central de controle de tráfego aéreo. Com 2,5 mil metros quadrados, será construído nos próximos meses e possui previsão de término para 2017, quando passará a utilizar o novo sistema operacional. A central de controle de tráfego aéreo receberá o TopSky-ATC, o mais avançado sistema ATM do mundo, usado em avançadas operações de gestão de tráfego aéreo, e também contará com o sistema SkyView air C4I, que oferece um retrato integrado das operações da defesa aérea. 
 
“Nos sentimos honrados por fazer parte dessa parceria e pela confiança em nossa capacidade de colaborar e reforçar a infraestrutura de segurança nacional. Estamos cientes da nossa responsabilidade de cooperação para o controle do espaço aéreo e reforçar a soberania nacional da Bolívia”, afirma Ruben Lazo, vice-presidente da Thales na América Latina.
 
O montante total estimado para o contrato é de 185 milhões de euros. Esse é o terceiro contrato que Thales assumiu no segmento de ATM entre 2014 e 2015, incluindo o Marshall Programme (para modernizar as operações dos aeródromos militares do Reino Unido, no valor de 1,5 bilhões de libras) e o OneSky Programme (integrante das operações civis e militares na Austrália).
 
Produção na América Latina
 
Os dois radares de aproximação do tipo Banda L serão produzidos no Brasil. A Thales já desenvolveu radares com este sistema para cinco dos mais movimentados aeroportos brasileiros: Congonhas (SP), Guarulhos (SP), Brasília (DF), Galeão (RJ) e Santos Dumont (RJ).
 
Devido à transferência de tecnologia promovida pela Thales ao Brasil nos últimos anos, a operação brasileira será capaz de desenvolver integralmente os novos equipamentos. Segundo Lazo, “este contrato reforça a liderança da Thales no controle do tráfego aéreo na América Latina, confirmando o nosso compromisso de transferir tecnologia de vanguarda e garantir o máximo de segurança no espaço aéreo e na soberania das nações da região”.
 
Key Points
 
Thales firma contrato para modernização do espaço aéreo da Bolívia.
 
Contrato de €185 milhões prevê quatro radares de defesa aérea, um radar de vigilância primária Star2000, dois radares de aproximação Banda L e seis radares secundários RSM970.
 
Os dois radares de aproximação Banda L serão produzidos no Brasil,pela Omnisys, subsidiária da Thales..

Matérias Relacionadas