06 de Julho, 2015 - 16:00 ( Brasília )

Aviação

Gripens da República Checa farão patrulha sobre a Islândia a partir do mês que vem


Cinco caças Gripen da República Checa irão para a Islândia a partir de agosto para missões de proteção do espaço aéreo do país. Também serão mobilizados 70 militares checos.

Essa é a segunda vez que aeronaves da Força Aérea da República Checa são escaladas para missões de vigilânca nos céus islandeses. Ano passado, entre setembro e dezembro, cinco Gripens foram enviados – quatro patrulhavam o espaço aéreo do país enquanto um permanecia em solo.

Essas operações de patrula do espaço aéreo exigem planejamento minucioso e de longo prazo por parte dos militares da Base Aérea de Caslav. Conduzir missões de treinamento em defesa pode fazer parte dos trabalhos, além de garantir o nível de treinamento dos contingentes de apoio islandeses e da OTAN, além da função de vigilância em si.

Os Gripens da República Checa já pretaram serviços a nações bálticas como Estonia, Letônia e Lituânia. Assim como esses países a Islândia não tem Força Aérea própria e vários Estados-membros da OTAN se revezam para proteger o espaço aéreo local.