11 de Outubro, 2014 - 14:00 ( Brasília )

Aviação

Salitre 2014 - Começam as missões de pacote

Mais de 20 aeronaves participaram de uma missão conjunta durante o exercício

Vinte e duas aeronaves, sendo quatro F-5EM da Força Aérea Brasileira, participaram hoje (10/10) de uma missão conjunta durante o exercício Salitre 2014, realizado no Chile. Foi o primeiro "pacote", ponto alto do treinamento, quando várias esquadrilhas atuam de forma coordenada.

Oito F-16, oito F-5, quatro A-4 e dois A-37 decolaram por volta das 11 horas da Base Aérea de Cerro Moreno, em Antofagasta, para atacar alvos simulados no deserto do Atacama, entre as cidades de Antofagasta e Iquique. Os A-4 e A-37 realizaram os ataques, enquanto os demais aviões combateram a força oponente, representada por caças F-16 da Força Aérea Chilena, baseados em Iquique.

De acordo com o Chefe do Estado-Maior da Terceira Força Aérea, Coronel Paulo Roberto Moreira de Oliveira, além do treinamento dos pilotos, este tipo de missão é um desafio de planejamento. "Essas ações são coordenadas porque envolvem um número grande de aeronaves", explica.

Em um dos caças, um piloto tem a função de “Mission Commander”, responsável pelo planejamento. "A coordenação entre a defesa aérea e a força atacante precisa ser bem realizada", diz o Coronel Oliveira. O trabalho começa ainda no solo, quando são realizados briefings para todos os envolvidos.

No ar, o “Mission Commander” faz coordenações de acordo com a evolução tática. O Coronel Oliveira lembra ainda da importância de evitar situações de risco, como cruzamentos inesperados de aeronaves nos mesmos níveis de voo. "Esse é o grande desafio: coordenar as ações de cada fração para que, dentro da segurança de voo, possa acontecer o resultado final", resume.

Após a missão, os pilotos se reúnem para debater cada etapa dos voos, as oportunidades de melhoria e situações que possam ter representado riscos. "Esses ensinamentos têm que ser registrados para os próximos voos", completa o Coronel. De acordo com ele, esse é o momento de maior aprendizado de um exercício como a Salitre 2014.

Hoje, o “Mission Commander” foi um oficial da Força Aérea dos Estados Unidos. Até o fim do exercício, todos os países irão coordenar uma missão de pacote. O planejamento prevê a participação de um oficial brasileiro como “Mission Commander”, na próxima terça-feira (14/10).