30 de Setembro, 2014 - 13:14 ( Brasília )

Aviação

BAFZ - Base Aérea de Fortaleza comemora 78 anos



No dia 22 de setembro, foi realizada a cerimônia militar alusiva ao 78º aniversário de ativação da Base Aérea de Fortaleza (BAFZ). o Comandante da BAFZ, Coronel Francisco Claudio Gomes Sampaio, ressaltou o trabalho realizado pela Organização Militar. “A Base Aérea de Fortaleza teve um importante papel patrulhando o espaço aéreo durante a 2ª Guerra Mundial e hoje continua atuando em prol da sociedade alencarina e na defesa da soberania nacional”, afirmou.

A solenidade foi presidida pelo Comandante do Segundo Comando Aéreo Regional, Major-Brigadeiro do Ar Luiz Fernando Dutra Bastos. Foram conferidos os títulos de Amigo da Base Aérea de Fortaleza e de Membro Honorário, foi prestada uma homenagem aos ex-comandantes da BAFZ e houve ainda a imposição de medalha militar por tempo de serviço.

Foi conferido o título de Amigo da Base Aérea de Fortaleza ao Coronel José Galaôr Ribeiro Junior, Comandante do Colégio Militar de Fortaleza e ao Coronel Marcus Roberto Gomes Dias, Comandante do 52º Centro de Telemática, ambos do Exército Brasileiro. Também receberam o título o Coronel Ronaldo Mota Viana, Chefe da Casa Militar do Governo do Ceará, ao Coronel Lauro Carlos de Araújo Prado, Comandante Geral da Polícia Militar do Ceará, e ao Coronel João Carlos de Araújo Gurgel, Comandante Geral dos Bombeiros do Ceará. A distinção tem como objetivo homenagear civis e militares pela amizade demonstrada e pelos relevantes serviços prestados à BAFZ.

O título de “Membro Honorário”, que homenageia cidadãos pela ajuda e cooperação às organizações do Comando da Aeronática, foi concedido ao Tenente-Coronel Roberto Miranda Aversa, Comandante do Parque Regional de Manutenção, e ao Tenente-Coronel Marcus Antonio Reis Freitas, Comandante do 10º Depósito de Suprimento, ambos do Exército Brasileiro, e aos civis Pedro Jorge Medeiros, Presidente do Náutico Clube, Amarílio Cavalcante Junior, Presidente do Ideal Clube, e Marcos Antônio Bezerra Costa, Diretor do Colégio Jenny Gomes.

A cerimônia contou ainda com uma homenagem aos ex-comandantes da Base Aérea de Fortaleza presentes na solenidade: Coronel Alfredo Severo Luzardo, 27º Comandante, e Coronel Carlos Alberto Vieira, 33º Comandante da BAFZ.

Encerrando a comemoração, foi feita a entrega de medalha militar por tempo de serviço a militares do efetivo da Base.

A Base Aérea de Fortaleza, organização militar do Comando da Aeronáutica, tem por finalidade prover o apoio necessário a Unidades Aéreas e Unidades de Aeronáutica. A BAFZ, que recebeu a primeira denominação de 6º Regimento de Aviação, iniciou suas atividades em 21 de setembro de 1936. A atual denominação data de 22 de maio de 1941, quando houve a organização da Força Aérea Brasileira.
 

Base Aérea de Fortaleza fortalece laços com a sociedade cearense em ações de apoio à cidadania
(Matéria publicada 09 Junho 2014 Link)



A Base Aérea de Fortaleza (BAFZ) tem demonstrado reiteradas ações de apoio à cidadania e ao bem-estar do povo alencarino. As ações do Comando daquela OM têm dado provas da sólida parceria, e longeva relação de amizade entre os cearenses e a unidade que representa a presença da Força Aérea Brasileira no Estado do Ceará.

A história da Base Aérea de Fortaleza remonta ao ano de 1933. Sua estrutura é uma obra de elevado valor arquitetônico, e leva a assinatura do renomado arquiteto húngaro, Emílio Hinko. Durante a 2ª Guerra Mundial, foi desta unidade que um B-25B Mitchell com uma tripulação mista brasileira e norte-americada, sob o comando do Cap. Av. Parreiras Horta da FAB, realizou o primeiro ataque de uma aeronave da Força Aérea Brasileira a um submarino alemão.

Em maio de 1958, a BAFZ entrou para a era do jato, ao receber 33 Lockheed F-80C Shooting Star, utilizados até 1973, quando todos foram substituídos pelos Embraer AT-26 Xavante.

Em fase de ajustamento dentro do plano de reestruturação da FAB, a Base Aérea de Fortaleza tem à frente o Tenente-Coronel Aviador Francisco CLÁUDIO Gomes Sampaio, cuja carreira brilhante demonstra não só seu esforço e competência pessoal, como também a inequívoca certeza de que as Forças Armadas permanecem como a mais democrática das oportunidades de ascensão profissional.

Ele assumiu o comando da Organização Militar onde trabalhou como soldado antes de passar na seleção da Academia da Força Aérea. Sua destacada trajetória na Aviação de Caça, por quase 24 anos, o guindaram ao merecido comando da BAFZ.