21 de Junho, 2011 - 15:10 ( Brasília )

Aviação

GE Capital Aviation Services assina pedido firme para 60 aeronaves A320neo

A nova aeronave eficiente em combustível se encaixa perfeitamente no portfólio do GECAS

GE Capital Aviation Services (GECAS), o braço de leasing e financiamento de aeronaves comerciais da General Electric [NYSE: GE], anunciou pedido firme para 60 aeronaves da Família A320 no 49o Le Bourget Airshow. O GECAS selecionou os motores CFM’s LEAP-X para todas as 60 aeronaves A320neo.
 
O acordo foi assinado hoje por Norman C.T. Liu, presidente e CEO do GECAS e John Leahy, Executivo Chefe de Operações da Airbus, Clientes. Este novo pedido aumenta para 390 a quantidade total de aeronaves da Família A320 encomendadas pelo GECAS.
 
“A Família A320neo trará economia de combustível aos clientes enquanto oferece os mesmos padrões de confiabilidade de serviço de bordo que esperam”, disse Norman C.T. Liu, presidente e CEO do GECAS. “Possuímos um sólido histórico de entregar aeronaves A320 a clientes em todo o mundo.”
 
“A encomenda do GECAS é mais uma demonstração do indiscutível sucesso da Família A320neo. Este novo pedido sublinha seu atrativo em particular junto às companhias de leasing, que estão expandindo seus portfólios com a aeronave de corredor único mais moderna do mundo e eficiente em combustível”, disse John Leahy, Executivo Chefe de Operações da Airbus, Clientes. “Os baixos custos operacionais e alta confiabilidade de despacho oferecidos pela Família A320 a tornam o bem mais forte do portfólio do GECAS.”
 
Mais de 7.000 aeronaves da Família A320 foram encomendadas e mais de 4.700 entregues a mais de 330 clientes e operadores em todo o mundo. O A320neo possui mais de 95% de similaridade estrutural, tornando-se uma aeronave que se encaixa com facilidade nas frotas já existentes enquanto oferece até 950 quilômetros a mais de alcance ou duas toneladas a mais de carga paga em um determinado alcance.
 
O A320neo, disponível a partir de 2015, incorpora novos motores mais eficientes e dispositivos de ponta de asa maiores, chamados “Sharklets”, oferecendo significativa economia de combustível de 15%, o que representa até 3.600 toneladas de CO2 por aeronave anualmente. Além disso, o A320neo oferece uma redução de dois dígitos de emissões de NOx e ruído de motor reduzido.