04 de Fevereiro, 2014 - 09:40 ( Brasília )

Aviação

Grupo de Piracicaba treina cães para auxiliar a FAB em resgates na selva

Animais treinam há 2 meses para achar vítimas perdidas em mata fechada. Unidade conta com 12 pessoas, entre bombeiros, empresários e até fiscais.

Quatro cachorros são os reforços de um Grupo de Apoio à Força Área Brasileira (Gafab) de Piracicaba (SP), que auxilia a Força Aérea Brasileira (FAB) em missões de resgates em selvas. Os animais passam por treinamento junto com os integrantes do grupo, que se reúne aos sábados para simular buscas a pessoas perdidas em matas fechadas.

Criado há 15 anos, o Gafab conta com 12 pessoas e presta apoio ao Esquadrão Pelicano da FAB de Campo Grande (MS). Entre os integrantes, há empresários, enfermeiros, policiais militares e até fiscais da Receita Federal. "Nosso objetivo é prestar o apoio necessário às missões de resgate da FAB, no caso de desastres aéreos, por exemplo", explicou o vice-presidente do grupo Francisco Pousa Neto.

O treinamento dos animais, de acordo com Pousa Neto, consiste em entrar em matas, subir nos barrancos, atravessar os rios e córregos, além de percorrer outros obstáculos para achar a vítima. Os cães recebem uma pista e devem encontrar um dos integrantes do grupo que está escondido na mata.

Os treinos, segundo Pousa Neto, duram cerca de quatro horas e acontecem em uma usina abandonada na cidade de Rio das Pedras (SP), que fica a 22 quilômetros do Centro de Pìracicaba.

O Gafab de Piracicaba é o terceiro grupo deste tipo a surgir no Brasil. Segundo informações do Tenente Aviador Strafacci, que é chefe da divisão de busca e salvamento da FAB em Curitiba (PR), a unidade de Piracicaba é a primeira do Estado de São Paulo a contar com a ajuda de cachorros.