06 de Janeiro, 2014 - 09:30 ( Brasília )

Aviação

Caça britânico realiza primeiro voo com peças metálicas impressas em 3D


Um caça britânico voou pela primeira vez, e com sucesso, utilizando componentes metálicos fabricados com a tecnologia de impressão 3D, informou neste domingo a empresa BAE Systems.

A companhia informou que o bem-sucedido teste da aeronave Tornado aconteceu no mês passado, no espaço aéreo da empresa em Warton.

Os engenheiros da BAE Systems estão utilizando a tecnologia 3D para desenhar e produzir peças que poderiam reduzir o custo dos serviços de manutenção da Força Aérea Britânica (RAF) em mais de 1,2 milhões de libras nos próximos quatro anos.

Os elementos do avião impressos em 3D foram uma tampa de proteção para o rádio da cabine, assim como elementos do sistema de ventilação e o trem de aterrissagem, segundo a empresa.

O sistema de impressão em 3D é uma tecnologia que barateia e acelera os processos de fabricação da indústria aeroespacial.

A BAE Systems afirmou que algumas das peças fabricadas em uma base da RAF na Inglaterra tiveram um custo inferior a 100 libras.

"De repente já não há limitações sobre o lugar de fabricação dessas peças", afirmou Mike Murray, um dos responsáveis da empresa em comunicado.

Murray acrescentou que, com esse sistema, será possível também equipar navios e porta-aviões.