31 de Dezembro, 2013 - 19:55 ( Brasília )

Aviação

IAE realiza primeiro ensaio com estágio de propulsão líquida


O Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) realizou o primeiro ensaio a quente do modelo de voo do Estágio de Propulsão Líquida (EPL). O acionamento do motor movido a oxigênio líquido e etanol foi realizado na quinta-feira (19/12) no banco de ensaios em São José dos Campos (SP).

Este é um passo importante rumo a consolidação do uso da tecnologia de propulsão líquida, como é chamado o combustível usado para impulsionar os veículos espaciais. Até então, o país usa apenas a propulsão sólida.

O teste do Motor L5, com 5 kN de empuxo, integrado ao Sistema de Alimentação do Motor Foguete (SAMF), permitiu a verificação funcional de todos os sistemas do estágio.  Ambos foram monitorados e controlados por meio da eletrônica que será embarcada no veículo VS-30.

O ensaio também treinou as equipes do IAE e da empresa Orbital para a Operação Raposa, prevista para o primeiro semestre de 2014, quando Estágio de Propulsão Líquida será testado em voo. Foram simuladas as condições de integração, carregamento de oxigênio líquido e seqüenciamento de eventos de voo. Também foram testados os sistemas de Ignição com pirotécnico de iniciação (IAE) e de Suprimento de Energia, Comando e Atuação (Orbital).


Nos últimos meses todos os sistemas e modelos de voo foram testados com êxito, como o banco de controle, a qualificação do ignitor pirotécnico, testes elétricos e estruturais, entre outros.

Apoio – O Sistema de Alimentação do Motor Foguete (SAMF) foi desenvolvido pela empresa Orbital em parceria com o IAE, tendo o apoio financeiro da FINEP. O Motor L5 foi concebido e projetado pelo IAE com recursos da Agência Espacial Brasileira (AEB).