14 de Novembro, 2013 - 10:55 ( Brasília )

Aviação

Veja como funciona o sistema de reabastecimento em voo operado por boom


Ao invés de longas mangueiras nas asas, a aeronave que utiliza o sistema de transferência de combustível operado por boomer usa um duto localizado na cauda para executar o reabastecimento de aviões de caça em voo. O boomer fica deitado em um compartimento na parte traseira da aeronave. O sistema é operado por um joystick, parecido com o controle de um videogame. O especialista direciona a mangueira que se acopla na parte de cima do caça, logo atrás do cockpit do piloto. Como o contato visual é muito próximo, o boomer tem controle total sobre o procedimento.
 
De frente para uma janela, o operador se mantém o tempo todo de olho em cada detalhe. "Por meio da comunicação luminosa ou via rádio, fazemos uma coordenação muito precisa com os pilotos para que nada de errado aconteça. Conseguimos transferir cerca de mil quilos de combustível por minuto para cada caça", explica o boomer norte-americano, Suboficial Tony Alan Graziani.O especialista direciona a mangueira de reabastecimento por joystick  Sargento Batista/Agência Força Aérea
 
Durante a CRUZEX, a aeronave KC-135 Stratotanker da Força Aérea dos Estados Unidos (USAF) utilizou este sistema, na terça-feira (12/11), para realizar o reabastecimento em voo de caças F-16 Fighting Falcon chilenos e americanos. Assim como os aviões de reabastecimento do Brasil, Chile e Colômbia, o americano operou a partir da Base Aérea do Recife. A tripulação é composta por apenas dois pilotos e um  boomer. 
 
"Muitos fatores podem influenciar quando duas aeronaves estão voando tão próximas: o clima, o tráfego aéreo, a língua. Por isso, estamos sempre treinando esses procedimentos. A segurança de voo está sempre em primeiro lugar", disse o Major Ruben Olivas, piloto da Guarda Aérea Nacional dos Estados Unidos/USAF.