08 de Novembro, 2013 - 10:49 ( Brasília )

Aviação

Curso aborda transparência e objetividade na prestação de contas das Forças Armadas


Cerca de 180 pessoas, entre militares das três Forcas Armadas e servidores da Secretaria de Controle Interno dos Ministérios da Defesa e da Justiça participaram do curso que tem por objetivo dar mais transparência e objetividade aos relatórios de gestão das organizações militares. O evento foi coordenado pelo Centro de Controle Interno da Aeronáutica (CENCIAR). As instruções, realizadas em Brasília (DF), encerraram nesta quinta-feira (07/11).
 
O Auditor Federal do Tribunal de Contas da União (TCU), Alexandre Robson Reginaldo Oliveira, abordou conceitos e fundamentos da prestação de contas, normas aplicáveis a prestação de contas e orientações para a elaboração do relatório de gestão. Uma das metas do curso foi esclarecer as dúvidas mais comuns sobre como executar o relatório, que representa uma oportunidade para o gestor mostrar à sociedade como os recursos da instituição foram investidos. “O que nós pretendemos é que seja praticada uma gestão melhor dos recursos, que se tenha melhores resultados e que as informações dos relatórios tenham cada vez mais conteúdo“, explica o auditor Federal.
 
Além de ser uma exigência formal do TCU para todas as organizações públicas federais, o relatório de gestão é um instrumento fundamental na transparência das políticas ligadas à Defesa e à Segurança do País e deve ser elaborado anualmente pelas organizações militares do Comando da Aeronáutica. Alguns são selecionados pelo CENCIAR para auditoria.
 
“A elaboração e a formalização desse instrumento de gestão torna-se cada vez mais necessário, à medida que se consolida a Política Nacional de Defesa“, afirma o Major-Brigadeiro Eurico Jorge Lima, Chefe do CENCIAR.