25 de Setembro, 2013 - 10:31 ( Brasília )

Aviação

SEGURANÇA DE VOO - CENIPA formará novos investigadores para aviação


O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) realiza até 18 de outubro o curso de formação de investigadores para 80 profissionais da aviação civil e militar. Pilotos, mecânicos, empresas aéreas e aeroclubes participam da instrução iniciada na segunda-feira (23/09). Representantes da Argentina, Bolívia, Chile e também da Força Aérea Brasileira, Aviação do Exército, Marinha e Segurança Pública estão no evento.
 
“Preparamos os futuros investigadores para lidar com a situação crítica de um acidente aéreo, principalmente quando envolve a presença de familiares das vítimas e a cobertura da mídia,” explica o Chefe da Divisão de Aviação Militar do CENIPA, Coronel Aviador Flávio Antônio Coimbra Mendonça, destacando a importância do curso.
 
Curso  - Durante quatro semanas os participantes do curso estudarão sobre os seguintes temas: ação inicial no local do acidente, investigação do fator operacional, fator psicológico, aspecto médico, relatórios, gravadores de voo, relacionamento com a imprensa, entre outros.
 
São ministradas aulas teóricas e práticas, o evento reúne palestrantes de todo o país. A primeira palestra do curso foi dada pelo Coronel Aviador Fernando Camargo. Em sua abordagem, falou sobre os parâmetros seguidos pelo Brasil na elaboração das normas de investigação da aviação nacional. Em 2007, Coronel Camargo presidiu a comissão de investigação do acidente com o voo TAM 3054, no Aeroporto de Congonhas, que vitimou 199 passageiros.
 
Para fazer o curso, os profissionais devem ser indicados por suas organizações ou empresas de aviação. E, antes de iniciarem a instrução de investigação, precisam concluir o curso de Prevenção de Acidentes Aeronáuticos.