13 de Setembro, 2013 - 14:21 ( Brasília )

Aviação

EMBRAER - # 1000 E-Jet Entregue

Feito marcante para a EMBRAER e a Indústria Aeronáutica nacional com a entrega da aeronave 1.000º da Família E-Jet


 

Nota DefesaNet

DefesaNet Agência de Notícias saúda a EMBRAER, Dieção e Funcionários, pelo extraordinário feito de entregar o 1.000º E-Jet. A data escolhida é sintomática, uma sexta-feira 13.

O Programa dos EMBRAER 170-190 superou dificuldades muito além das aeronáuticas. Superou o 11 de Setembro, quando contratos, já assinados, virraam cinzas como as Torres Gêmeas.

Uma saudação em especial ao Sr Maurício Botelho, pela fé e energia devotadas a este projeto.

Sugerimos a leitura do texto "EMBRAER 190 - A Navegação de um Projeto Link".

O Editor



Para o Texto em Inglês

Embraer Delivers 1,000th E-Jet Link

São José dos Campos - SP, 13 de setembro de 2013
–  A Embraer entregou hoje, em cerimônia realizada na sede da Empresa, em São José dos Campos, o 1000º jato da família de E-Jets produzido. A aeronave, um jato E175, foi entregue à Republic Airlines, subsidiária da Republic Airways Holdings Inc., que vai operá-la nas cores da American Eagle. Essa entrega faz parte do pedido de 47 jatos da Republic anunciado no início de 2013. O acordo inclui ainda opções de compra para 47 aviões adicionais.

“Este é realmente um marco notável, quando consideramos que entregamos mais de 1.000 aviões em menos de dez anos”, disse Frederico Curado, Diretor-Presidente da Embraer S.A. “Isso coloca os E-Jets entre os programas de aeronaves de maior sucesso na história da aviação comercial. Compartilhamos essa conquista com todos os nossos clientes, fornecedores e principalmente os funcionários da Embraer.”

O relacionamento da Embraer com a Republic data de 1999, quando a Chautauqua Airlines, também uma subsidiária da Republic Airways Holdings, recebeu seu primeiro ERJ 145 nas cores da US Airways Express. A Republic também recebeu, em 2008, o E-Jet comemorativo de número 400.

“Os 6.500 empregados da Republic Airways parabenizam os 18 mil funcionários da Embraer por este importante marco”, disse Bryan Bedford, Presidente, Chairman e CEO da Republic. “Nosso relacionamento com a Embraer já tem quase 15 anos e abrange quase todos os produtos da linha de aviões comerciais produzidos em São José dos Campos. Estamos muito entusiasmados por poder celebrar essa conquista especial com os nossos grandes amigos.”

“Estamos extremamente orgulhosos de entregar este jato aos nossos amigos da Republic Airways, uma empresa que tem sido parte integrante do nosso sucesso e a operadora com a maior frota de E-Jets no mundo”, disse Paulo César Silva, Presidente e CEO da Embraer Aviação Comercial. “A Republic está aqui hoje representando todos os outros clientes que adicionaram    E-Jets às suas frotas ao longo dos anos. Para eles, meus sinceros agradecimentos pelo apoio e por compartilhar a nossa visão de introduzir uma família de aviões que fez uma enorme contribuição para a nossa indústria.”

A família de E-Jets entrou em operação regular em 2004, com a primeira aeronave sendo entregue à LOT Polish Airlines, da Polônia. Atualmente os E-Jets operam com 65 empresas aéreas em 45 países. Em junho deste ano, a Embraer lançou a segunda geração da família, os E-Jets E2, que deverão entrar em serviço em 2018.

Os E-Jets detêm atualmente 50% de participação de mercado e 62% das entregas no segmento de jatos até 130 assentos. Apenas em 2013, somadas as vendas tanto da geração atual quanto dos     E-Jets E2, a Embraer recebeu mais de 330 pedidos firmes.  
A Embraer é a única fabricante a ter desenvolvido uma família de quatro modernos aviões especificamente para o segmento de 70 a 130 assentos. Desde o lançamento formal do programa, em 1999, os E-Jets redefiniram o conceito tradicional de aeronaves regionais ao operarem em outros tipos de mercados. Atualmente, os E-Jets voam com empresas aéreas tradicionais, de baixo custo e regionais, além de serviços programados de turismo.

Com um índice médio de conclusão de missão de 99,9% e a realização de sete milhões de ciclos de voo, a frota de E-Jets ultrapassou recentemente a marca de 10 milhões de horas voadas, transportando mais de 460 milhões de passageiros. Além da confiabilidade comprovada, os E-Jets possuem uma rede global de suporte e serviços ao cliente estrategicamente localizada que inclui 34 centros de serviços de manutenção (MRO) em todo o mundo, sendo 11 autorizados e 23 independentes.

Sobre a família de E-Jets da Embraer

A família de E-Jets da Embraer é composta por quatro jatos comerciais com capacidade de 70 a 122 assentos, fruto de um projeto de engenharia avançado que apresenta desempenho eficiente, grande economia operacional, baixo nível de emissão de poluentes e uma ampla cabine de passageiros. Os E-Jets têm velocidade máxima de cruzeiro de Mach 0,82, voam a uma altitude de até 12.500 metros (41.000 pés) e possuem alcance de 4.450 km (2.400 milhas náuticas).

O alto grau de comunalidade entre as quatro aeronaves – E170, E175, E190 e E195 – resulta em excepcional redução nos custos de treinamento da tripulação, manutenção e peças de reposição para os operadores. Outro destaque é a moderna tecnologia fly-by-wire, que aumenta a segurança operacional e reduz a carga de trabalho dos pilotos e o consumo de combustível.

O projeto da fuselagem em dupla-bolha oferece conforto superior e inclui duas entradas principais para passageiros e duas portas de serviço que minimizam o tempo de permanência no solo. Os E-Jets oferecem muito mais espaço ao passageiro, tanto na configuração com uma como na com duas classes, que qualquer outra aeronave de tamanho equivalente.

Trata-se de uma família de jatos que tem auxiliado companhias aéreas a ajustar capacidade à demanda em rotas operadas por aeronaves narrowbody com baixa taxa de ocupação, substituir aeronaves antigas e ineficientes e desenvolver novos mercados com menores custos, maior eficiência e alto nível de conforto para o passageiro. Para entender melhor os benefícios gerados por essas aeronaves ao substituir jatos mais antigos,

Sobre os E-Jets E2

Em 2013, a Embraer Aviação Comercial lançou os E-Jets E2, a segunda geração da família de E-Jets composta por três novos aviões – E175-E2, E190-E2 e E195-E2. O E190-E2 deverá entrar em serviço no primeiro semestre de 2018. O E195-E2 está programado para entrar em serviço em 2019 e o E175-E2 em 2020.