23 de Julho, 2013 - 13:43 ( Brasília )

Aviação

VISITA DO PAPA - Centro vai gerenciar tráfego aéreo durante Jornada Mundial da Juventude


Reativada desde o dia 14 de julho, a Sala Master montada no Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), no Rio de Janeiro, vai gerenciar o tráfego aéreo durante a Jornada Mundial da Juventude. Os deslocamentos aéreos do Papa Francisco também serão acompanhados para garantir a segurança do pontífice.

No local, militares da Força Aérea Brasileira (FAB) e profissionais de sete agências do governo trabalham lado a lado trocando informações. Nos telões dispostos na sala é possível ver em tempo real os movimentos aéreos das principais regiões do país. Outros painéis indicam a situação dos voos e a ocupação dos pátios de estacionamento de aeronaves nos aeroportos.

Durante o evento serão ativadas áreas de exclusão do espaço aéreo. Diferente da Copa das Confederações, onde o ponto crítico de monitoramento era o estádio, agora a ativação depende da agenda do Papa Francisco.

As áreas foram determinadas a partir dos principais locais a serem frequentados pelo Papa e seus fiéis, como Guaratiba, no Rio de Janeiro, e Aparecida do Norte, em São Paulo.

Na Área reservada, também chamada de branca, por exemplo, ficam proibidos voos de treinamento, atividades de paraquedas e ultraleves.  A Área restrita, denominada de Amarela, só pode ser utilizada por aeronaves comerciais, além daquelas envolvidas no evento.

Já na Área Proibida (Vermelha), somente serão permitidas aeronaves previamente autorizadas pelo Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro (COMDABRA). “As aeronaves que infringirem essas áreas de exclusão sofrerão as medidas de policiamento do espaço aéreo e poderão ser interceptadas”, ressalta o Coronel Gustavo Adolfo Camargo de Oliveira, chefe da Sala Master.