08 de Julho, 2013 - 10:36 ( Brasília )

Aviação

EUA: piloto de acidente fazia seu 1º pouso com Boeing 777 no aeroporto


A companhia sul-coreana Asiana Airlines afirmou nesta segunda-feira que o piloto responsável pelo Boeing 777 que sofreu um acidente no último sábado no aeroporto de São Francisco, nos Estados Unidos, tinha pouca experiência e fazia seu primeiro pouso no local com o modelo da aeronave.

Lee Hyomin, porta-voz da empresa aérea, disse que Lee Gang-guk estava tentando se acostumar com o 777 durante o voo que terminou em acidente. Segundo Hyomin, o piloto tinha quase 10 mil horas de voo com outros aviões, mas apenas 43 horas com o Boeing 777.

As causas do acidente ainda estão sendo investigadas. A Junta Nacional para Segurança no Transporte (NTSB, na sigla em inglês) dos Estados Unidos terá o apoio de uma equipe enviada pela Coreia do Sul para investigar e tentar esclarecer o incidente.

A aeronave, que tinha 307 pessoas a bordo (291 passageiros e 16 tripulantes) e era procedente de Xangai, na China, fez uma escala no aeroporto sul-coreano de Incheon antes de cair no sábado ao aterrissar no aeroporto de São Francisco, na Califórnia.

Pilotos tentaram abortar pouso

Gravações da cabine da aeronave, obtidas por meio da caixa-preta, dão conta que os pilotos do Boeing tentaram abortar o pouso antes do acidente. As gravações divulgadas pelo Comitê Nacional pela Segurança do Transporte, também apontam que o spilotos tentaram aumentar a velocidade do avião e fazer uma manobra antes do pouso.

A chefe do comitê de segurança, Deborah Hersman, disse em entrevista coletiva que o gravador mostrou a tripulação alertando para abortar o pouso cerca de 1,5 segundo antes do acidente. A gravação também mostrou que havia uma chamada para aumentar a velocidade cerca de sete segundos antes do impacto. Antes disso, segundo ela, não havia nenhuma indicação de que a aeronave estivesse com problemas.


Com informações das agências AP e EFE