05 de Julho, 2013 - 09:20 ( Brasília )

Aviação

FAB - Ex-pilotos do EDA transmitem conhecimentos sobre o Super Tucano


Dois ex-integrantes do Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA) que voam a aeronave A-29 Super Tucano estiveram na Academia da Força Aérea para transmitir conhecimentos sobre os limites de voo da aeronave à baixa altura. O intercâmbio aconteceu entre os dias 22 e 26 de junho e fez parte do programa de implantação operacional do A-29, que teve início em abril.

Piloto de ensaio em voo do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), em São José dos Campos (SP), o Tenente-Coronel Ricardo de Lima e Souza, integrante da Fumaça de 1999 a 2003, falou sobre o trabalho. “A forma como o programa de implantação está sendo realizada, de maneira gradual e com foco na segurança, demonstra que a equipe não terá dificuldades em sua formação. Voos isolados, com uma aeronave, e em formação, com seis, foram feitos para que pudéssemos passar confiança à equipe que já se mostra totalmente adaptada a nova aeronave”, disse.

O Tenente-Coronel da reserva Glen Peach voou pela Fumaça entre 1985 e 1987. Atual piloto de ensaios da Embraer, ele também destacou a preparação do grupo. “Percebi que os pilotos já estão bem preparados para estudar os limites mínimos de manobras realizadas à baixa altura. O programa de implantação é bastante completo e seguro. Nunca vou me esquecer dessa experiência com o EDA. Fico muito feliz por estar participando desta fase e ver o Super Tucano na Fumaça”.

A fase de “definição de mínimos de altura e parâmetros de segurança” contou com dez voos de cada um dos dois pilotos convidados junto com a equipe do EDA. A fase seguinte, chamada de “acrobacia à baixa altura”, já teve início em 1º de julho e tem previsão de término de três semanas.

Como a equipe da Fumaça ainda está em treinamento, não há data determinada para o retorno das demonstrações.