05 de Junho, 2013 - 12:52 ( Brasília )

Aviação

Airbus e Boeing esquentam disputa por aviões de grande porte


A batalha entre a Airbus e a Boeing pela próxima geração de jatos para voos de longa distância está esquentando, com uma série de grandes companhias aéreas sinalizando planos na segunda-feira para fazer encomendas multibilionárias.

A alemã Lufthansa, a Japan Airlines e a Malaysia Airlines estavam entre as companhias presentes na reunião geral anual da Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata) que afirmaram estar avaliando os novos jatos de grande porte A350 da Airbus, e os modelos 787 Dreamliner e o renovado 777, da rival Boeing.

A Airbus e a Boeing competem pela maior fatia de um mercado de aviões estimado em US$ 100 bilhões por ano. Embora nos últimos anos tenha se visto uma batalha pelos modelos menores A320, da Airbus, e o 737 da Boeing, o interesse em aviões maiores com eficiência de combustível está em ascensão, sugerindo que as companhias aéreas estão apostando em uma recuperação da economia global e, portanto, no seu prêmio e nos mercados de longa distância.

Executivos das companhias aéreas na reunião da Iata na Cidade do Cabo, África do Sul, disseram que o palco estava montado para uma série de encomendas na Paris Airshow, no final deste mês, e uma sustentada campanha da europeia Airbus e sua rival americana Boeing para ganhar mais clientes.

Os executivos disseram que vinham recebendo explicações sobre propostas para o 787-10X da Boeing, e o 777X, as últimas variantes de ambas as aeronaves. Fontes do setor dizem que o 787-10x poderia ser lançado em Paris e o 777X ainda este ano, mas alertaram que é dependente de delicadas negociações com potenciais compradores e os planos de produção.

A Airbus, por sua vez, está empurrando o A350-1000, a maior das três variantes, como uma alternativa para o popular 777-300ER, e ganhou força ao longo do último ano com vários compradores de alto perfil, como a Cathay Pacific.