08 de Maio, 2013 - 11:10 ( Brasília )

Aviação

Novo sistema vai gerenciar o fluxo aéreo em todo o país


Uma nova versão do Sistema Integrado de Gestão de Movimentos Aéreos (Sigma) será um dos principais aliados do Brasil no gerenciamento do fluxo aéreo para adequar o crescimento da demanda do setor à capacidade de infraestrutura Aeronáutica disponível hoje no território nacional.

O sistema será testado, pela primeira vez, em junho, durante a Copa das Confederações, período em que já se prevê um aumento significativo do tráfego aéreo, principalmente nas capitais onde serão realizados os jogos. A expectativa para este ano é que o número de voos diários no país cresça até 7%, sendo que no período de realização dos grandes eventos esportivos é esperado um incremento da ordem de 30% na demanda do tráfego aéreo.

Desenvolvido pela Atech, empresa do grupo Embraer Defesa & Segurança, o Sigma foi feito para otimizar a eficiência do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (Sisceab), reduzindo o impacto dos voos atrasados, bem como os custos operacionais das companhias aéreas, explica o presidente da Atech, Jorge Ramos. "O objetivo é planejar melhor a movimentação do espaço aéreo brasileiro, com pelo menos uma semana de antecedência". O sistema integra em uma base de dados as informações repassadas pelas empresas, aeroportos e órgãos de controle com as informações meteorológicas.

Ramos ressalta que o Sigma coloca o Brasil no mesmo nível de evolução tecnológica dos países com movimento mais intenso. "O objetivo é assegurar o planejamento estratégico do espaço aéreo, minimizando os impactos decorrentes do eventual desequilíbrio entre a demanda e a capacidade", afirma.