08 de Maio, 2013 - 10:26 ( Brasília )

Aviação

PARBRA III – Começa exercício binacional para combater voos ilícitos


A partir desta terça-feira (7/5), militares das Forças Aéreas Brasileira (FAB) e Paraguaia (FAP) iniciam em Campo Grande (MS) o exercício PARBRA III. Em sua terceira edição, o exercício propõe o desenvolvimento de procedimentos de coordenação de voos ilícitos, além de estreitar laços entre as duas nações.

Diariamente, dois voos de aeronaves-alvo sairão da Base Aérea de Campo Grande (BACG) com destino ao Paraguai. No território brasileiro, serão interceptadas pelos A-29 Super Tucano da FAB e, no paraguaio, pelos T-27 da FAP. Da base Paraguaia em Concepción, outras duas aeronaves simularão tráfego ilícito para interceptação nos dois países. Neste cenário, controladores de defesa aérea brasileiros e paraguaios farão a transferência de informações.

A Força Aérea Brasileira deve empregar ainda a aeronave-radar E-99, o helicóptero H-1H e o avião C-105 Amazonas de busca e salvamento, além das aeronaves C-98 Caravan, que atuarão como alvos nas interceptações.

O Major-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior, comandante do Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro (COMDABRA), explica a atuação da Força Aérea Brasileira no combate a voos ilícitos durante o exercício PARBRA III.