13 de Março, 2013 - 10:32 ( Brasília )

Aviação

Homem é preso em Porto Velho por usar raio laser contra aeronave militar

Base Aérea começou monitoramento por sucessivas reclamações de pilotos. Cenipa registriou 1,4 mil notificações do tipo, em um ano, em todo o Brasil.

Um homem de 23 anos foi preso na noite de segunda-feira (11), em Porto Velho, por soldados da Base Aérea, por uso de laser contra uma aeronave militar. Esta é a primeira prisão deste tipo realizada na capital. O suspeito está detido na Penitenciária de Médio Porte, o Pandinha.

A base estava fazendo o monitoramento do suspeito há alguns meses por causa de reclamações de pilotos, inclusive comerciais, sobre o problema. Uma equipe, com local mapeado de onde o laser costumava ser emitido, se deslocou por terra e outra fez um sobrevoo para ajudar na localização.

“O uso do laser contra aeronaves causa distração muito grande nos pilotos, como se fosse um flash de uma máquina, e cegueira momentânea. Em casos mais graves pode até causar lesões permanentes”, explica o comandante coronel aviador Augusto Cézar dos Santos.

O homem foi preso em flagrante perto da casa onde mora, na Zona Leste da capital, passou a noite na Base Aérea e em seguida foi transferido para o Pandinha. O instrumento utilizado foi apreendido.

De acordo com dados do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), mais de 1,4 mil notificações de emissão de raios laser foram registrados, em um ano, em todo o Brasil.