12 de Março, 2013 - 11:01 ( Brasília )

Aviação

Faltou pouco para que um caça da OTAN abatesse Boeing 767 russo


Um caça a jato de combate que no dia 22 de janeiro esteve quase abatendo, no céu afegão, um Boeing-767 russo com cerca de 300 passageiros a bordo, pertence quase certamente a base aérea da OTAN instalada no Afeganistão.

Segundo a informação divulgada, o caça tinha uma coloração militar parecida com a utilizada pela OTAN. Entretanto, as luzes do avião destinadas a evitar colisões estavam acesas.

A administração da base aérea da OTAN tomou conhecimento da comunicação sobre o incidente e assegurou que iriam tê-la em conta de modo a evitar semelhantes incidentes no futuro.