20 de Novembro, 2012 - 11:54 ( Brasília )

Armas

Rússia possui sistema que disfarça mísseis


Os complexos móveis de lançamento de mísseis passarão a ter um novo sistema que permite disfarçá-los. Veículos capazes de imitar complexos de lançamento chegarão às Tropas de Mísseis em 2013. Conforme explicou o Ministério da Defesa, as novas máquinas elevarão o grau de proteção do pessoal e dos armamentos contra ataques de um eventual inimigo.

Os novos veículos permitem disfarçar a deslocação de sistemas de mísseis pelas posições de campo. Estes veículos deturpam os sinais reais e emitem falsos sinais que levam a posições e estruturas fictícias. Na Internet já apareceram fotos dos novos equipamentos.

O MIOM 15M69, tripulado por sete soldados, pode funcionar tanto em conjunto com sistemas de mísseis Yars e Topol M, como independentemente. Cada veículo tem equipamentos para emitir sinais falsos, assim como contentores que servem para imitar visual e termicamente complexos de lançamento de mísseis. Um MIOM pode imitar um grupo de seis sistemas de lançamento.

Devemos reconhecer que nem todos os peritos estão entusiasmados com os novos equipamentos. As dúvidas sobre a necessidade de financiar semelhantes projetos foram expressas, por exemplo, pelo coronel Viktor Baranets, observador militar do jornal Komsomolskaia Pravda: “Duvido de sua necessidade no momento atual, quando devemos investir meios em primeiro lugar em mísseis reais. Temos sérios problemas ligados à produção de mísseis que devem substituir os modelos antiquados, cujos prazos de garantia já foram prorrogados três-quatro vezes”.

As dúvidas do perito poderão ter alguma razão. Não devemos esquecer, contudo, que os mísseis existentes devem ser disfarçados, afirma o redator responsável da edição Revista Militar Independente, Viktor Litovkin: “No tratado START 3, é demarcado um setor destinado ao desdobramento de complexos móveis de mísseis de 50 quilómetros quadrados, mas não são indicadas suas coordenadas exatas. Por isso, os americanos estão desenvolvendo um sistema de ataque global rápido, já tendo mais de 4 mil mísseis sem ogivas nucleares. Não podemos excluir que os nossos sistemas possam ser sujeitos a tal ataque e, portanto, eles devem ser disfarçados”.

Atualmente, o Ministério da Defesa continua a reequipar as Tropas de Mísseis, tendo estas recebido cerca de 20 unidades de equipamentos de engenharia em 2012. Em setembro,  foram equipadas em 25% com modernos sistemas de mísseis Yars e Topol M.