22 de Setembro, 2017 - 15:50 ( Brasília )

Armas

SHORAD móvel da Saab foi apresentado pela primeira vez na DSEI


A Saab, empresa de defesa e segurança, apresentou, pela primeira vez, o sistema de Defesa Antiaérea Móvel de Baixa Altura (Mobile Short Range Air Defense – MSHORAD) montado sobre viatura – composto pelo radar Giraffe 1X, uma unidade de Comando e Controle (C2) e a Estação de Arma Remota (Remote Weapon Station – RWS) RBS 70 NG.

O sistema foi exibido no estande da Saab, na feira DSEI, que aconteceu, entre os dias 12 e 15 de outubro, em Londres, Inglaterra. Onde o mercado exige proteção antiaérea móvel contra alvos ágeis e difíceis de serem detectados, a Saab responde com o sistema MSHORAD, que combina capacidade de vigilância no estado-da-arte com a habilidade de se contrapor a ameaças rapidamente.

O radar Giraffe 1X 3D, de curto alcance, oferece vigilância 360º a um alcance de até 75 km, gerando dados para um sistema de C2 e possibilitando coordenação e ação rápidas. Com um alcance útil efetivo de 9 km, o RBS 70 NG RWS de alta precisão, com múltiplos lançadores de mísseis, garante um teto de emprego desde o nível do solo até 5 km de altura, lançando mísseis telecomandados com alto índice de acerto.

Chamada coletivamente de MSHORAD, a solução garante a capacidade de combater diversas ameaças, bem como defender unidades próximas. “Considerando a crescente variedade de ameaças aéreas nos campos de batalha modernos, o MSHORAD oferece a proteção necessária em ambientes complexos e desafiadores.

Oferecemos uma solução interna da companhia que realmente entende o desafio da defesa antiaérea e as necessidades do cliente, oferecendo uma configuração sistêmica de excelência”, declarou Anders Linder, chefe da unidade de negócios Surface Radar Solutions da área de negócios Surveillance da Saab.

“A defesa antiaérea móvel traz importantes vantagens para forças em deslocamento. Sendo um sistema verdadeiramente móvel, o MSHORAD oferece aos clientes a máxima flexibilidade operacional e ampla consciência situacional, resultando em proteção eficaz para as tropas em deslocamento”, disse Stefan Öberg, chefe da unidade de negócios Missile Systems da área de negócios Dynamics da Saab.