18 de Março, 2016 - 10:10 ( Brasília )

Armas

MBDA em 2016: perspectivas sólidas e contratação crescente


MBDA in 2016: solid prospects and growing recruitment (Link)


Para a MBDA, o ano de 2015 foi um ano de recorde em termos de pedidos – um total de € 5,2 bilhões. O resultado foi obtido principalmente pelos contratos de Rafale e as FREMM (fragatas) assinados pelo Egito e Qatar.

As novas encomendas de exportação atingiram a considerável marca de € 3,6 bilhões, superando substancialmente as encomendas domésticas, pelo quarto ano consecutivo. A receita aumentou significativamente em 2015, um crescimento de € 2,9 bilhões, depois de atingir uma queda de € 2,4 bilhões em 2014, por conta do arrocho dos orçamentos de defesa europeias.
 
Com a taxa de pedidos firmes em crescimento pelo terceiro ano consecutivo, a MBDA reforçou a sua carteira de encomendas, que totalizou € 15.1bilhões a partir de 31 de dezembro de 2015, o suficiente para manter a empresa ocupada por cinco anos, além de manter as perspectivas de crescimento sólidas até o final da década. Desta forma, um grande plano de seleção de pessoal está em curso para lidar com o aumento nos negócios. Em 2016, o grupo planeja contratar cerca de mil profissionais, principalmente na França e no Reino Unido.
 
"Ano após ano, a MBDA está ficando mais forte no campo das exportações, permitindo que o grupo retorne a um período de crescimento após lidar com os efeitos de cortes orçamentários nos mercados domésticos europeus", afirma o CEO da MBDA Antoine Bouvier. "Essa dinâmica nos permite fortalecer a empresa e garantir o status como um player global em mísseis, em um momento em que a concorrência no mercado internacional é cada vez mais feroz.

Esta tem sido a estratégia principal da MBDA, desde 2001: a partilha dos recursos das nossas nações domésticas europeias para manter a massa crítica a nível global. Isso garante a manutenção da nossa vantagem tecnológica, não só para que as forças armadas se beneficiem de vantagem operacional e maior liberdade de ação, mas também para que se desenvolva a inovação no setor”, asseverou.
 
Em termos de cooperação industrial e integração, 2015 foi marcado por uma nova etapa na estratégia One Weapon Complex, com a primeira entrega dos centros de excelência especializados para os programas franceses e britânicos, além da assinatura de um acordo entre os governos dos dois países.

No final de dezembro, a França oficialmente assinou o contrato para desenvolver o míssil antimíssil Aster Bloco 1 NT. Em 2016, a Itália deverá participar no desenvolvimento deste programa de cooperação que tem sido desenvolvido com sucesso há várias décadas e que deu à Europa a primazia na área de defesa antimísseis balísticos independente.

Finalmente, no dia 03 de março de 2016, o encontro franco-britânico em Amiens, na França, confirmou a decisão de lançar uma fase conjunta para o programa Future Cruise/Anti-Ship Weapon (FC/ASW).
 
Em 2015, também foi registrado o aumento da disponibilidade de mísseis MBDA no ar para aviões de combate na Europa. O Meteor, dispositivo que detém superioridade aérea, completou seus testes de integração no Gripen, e deverá entrar em serviço operacional com a Força Aérea Sueca este ano; integração no Rafale e Eurofighter Typhoon está em curso; a integração do Brimstone na Eurofighter Typhoon começou em 2015, tornando este míssil o quarto na carteira de produtos da MBDA – os outros são ASRAAM, Meteor e Storm Shadow/SCALP- para se tornar disponível para os clientes deste combate europeu.
 
O segmento de combate terrestre também foi marcado pelo sucesso de disparos de desenvolvimento de MMP (sistema de disparo terreste) em 2015, abrindo o caminho para testes de qualificação no início de 2016, com entregas programadas para 2017, de acordo com as expectativas do exército francês.
 
Sobre a MBDA

Com uma presença significativa em cinco países europeus e nos EUA, a MBDA alcançou, em 2015, um volume de negócios de 5,2 mil milhões de euros, com uma carteira de encomendas de 15,1 bilhões de euros. Com mais de 90 clientes das forças armadas de todo o mundo, a MBDA é líder mundial em mísseis e sistemas de mísseis.

A MBDA é o único grupo capaz de projetar e produzir mísseis e sistemas de mísseis que correspondem a toda a gama de necessidades operacionais atuais e futuras das três forças armadas (terra, mar e ar). No total, o grupo oferece uma gama de 45 sistemas de mísseis e produtos contramedidas já em serviço operacional e mais de 15 outros atualmente em desenvolvimento. A MBDA é composta pelo consórcio pelos grupos AIRBUS (37,5%), BAE SYSTEMS (37,5%), e FINMECCANICA (25%).