18 de Setembro, 2006 - 12:00 ( Brasília )

Armas

ARMAS - Série de Artigos sobre Armas Leves


Independente do avanço em tecnologia ou na forma dos conflitos, os combates e a vitória é obtida no fim pelo combatente individual e sua arma. Assim no passado infante e sua: espada, lança ou desde o surgimento da arma de fogo o Fuzil.

O Fuzil de Assalto FN SCAR (Special Operations Capable Assault Rifle)

O Fuzil de Assalto FN SCAR (Special Operations Capable Assault Rifle)

O presente artigo faz uma exposição mais detalhada do Fuzil de Assalto FN SCAR, produzido pela empresa FN Herstal e atualmente passando pelos testes finais de aceitação junto ao Comando de Operações Especiais dos EUA, o USSOCOM.

Esta arma, juntamente com o Heckler & Koch HK 416/417, são considerados os melhores Fuzis de Assalto já construídos, estando ambos disputando a preferência das unidades de elite dos EUA, e também das demais unidades congêneres em nível mundial, fazendo estrondoso sucesso em todas as feiras de armamento onde são apresentados.

Com a recente revelação de um funcionário da subsidiária da FN Herstal nos EUA, a FN USA, de que a nova geração deste Fuzil de Assalto será produzida a um custo relativamente baixo, na casa de 700 a 800 dólares, o que corresponde ao custo de aquisição das armas atualmente em produção para o US Army, o M-4A1 e o M-16A4 equipados com sistema de interface por trilhos Picatinny, teve início uma forte especulação que esta poderia vir a ser a arma que substituirá a família M-16 nas Forças Armadas dos EUA.

O cancelamento do programa de aquisição do Fuzil de Assalto Heckler & Koch XM-8 pelo US Army, para que "novos produtos surgidos no mercado possam ser analisados", e o interesse despertado junto ao US Marine Corps, que passou a fazer parte da equipe de avaliação do FN SCAR, indicam que tais rumores podem ter algum fundamento.

Para acessar a matéria, clique no link abaixo.
http://www.defesanet.com.br/docs/scar.pdf 1 MB

 
 

Fuzis de Assalto

Fuzil de Assalto: o panorama atual por Alexandre Beraldi

Face às crescentes transformações observadas nos Teatros de Operações dos mais recentes conflitos, causadas tanto pela vertiginosa incorporação de tecnologia de ponta em todos os meios empregados nas operações militares, indo desde aqueles utilizados pelos escalões de comando até os em uso nos baixos níveis de operadores, como também pela evolução doutrinária necessária para adaptar-se à nova forma de combates assimétricos, o Fuzil de Assalto foi obrigado a adaptar-se, evoluindo de uma simples ferramenta de uso geral para uma das peças de um conjunto complexo, composto por diversos sistemas integrados, que se combinam nas mais variadas formas, de maneira a oferecer a melhor ferramenta para cada situação específica. Junho 2006

Parte 1 http://www.defesanet.com.br/docs/fuzil_assalto_II_1.pdf 1,1 MB
Parte 2 http://www.defesanet.com.br/docs/fuzil_assalto_II_2.pdf 1,0 MB

Textos foram otimizados com redução do tamanho para mais fácil download. Não há alteração de conteúdo.

IMBEL Fuzil MD97 - 5,56 mm

Fuzil de Assalto IMBEL MD97, 5,56mm. Além da venda de 1.500 peças para a Força Nacional de Segurança, das quais mais de 300 já entregues, mais 7 Polícias Militares já tinham mantido contatos para possível compras. Um contrato de exportação de 1.000 unidades, para um país africano, também está em negociações. A produção do FAL, 7,62mm, e suas versões, continua nas fábricas da Imbel. Não está definido se o Exército adotará o MD97, como um todo, ou somente unidades selecionadas como as Brigadas de Pára-quedistas e a de Operações Especiais. (Dados 2004)

Matérias sobre o MD97

Fuzil MD97 - Novos Fuzis de Assalto da Imbel 5,56mm - Expedito Bastos http://www.defesanet.com.br/eb/fuzil556.pdf 2,4MB

O Histórico da Evolução do Fuzil de Assalto, a Atualidade e o Contexto Brasileiro Alexandre Beraldi - 10 Setembro 2004 - Alexandre Beraldi
http://www.defesanet.com.br/docs/fuzilassalto.pdf 1,7 MB