COBERTURA ESPECIAL - Argentina - Geopolítica

23 de Julho, 2018 - 10:20 ( Brasília )

Argentina – Presidente Macri anuncia mudanças nas Forças armadas

El Presidente encabezó un acto junto al ministro de Defensa, Oscar Aguad. Confirmó que custodiarán "objetivos estratégicos".

 


Presidente Mauricio Macri, disse nesta segunda-feira, no Campo de Mayo, arredores de Buenos Aires, que "que as forças armadas irão colaborar com a segurança Interior, principalmente fornecendo apoio logístico na área de fronteira, bem como intervir em eventos estratégicos". (vídeo da apresentação via Facebook disponível abaixo)
 
O presidente disse que "é necessário avançar em um debate genuíno e sincero sobre a reforma do sistema de defesa de nosso país , um debate que nos permite refletir sobre o presente e o futuro das forças armadas".

Macri estava acompanhado pelo ministro da Defesa, Oscar Aguad, e pelo chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, tenente-general Bari del Valle Sosa .

"Como parte das novas missões das forças armadas participação será fundamental para proteger os objetivos estratégicos. A isto se soma o desafio do ciberespaço. Precisamos garantir a segurança dos bens e infraestrutura crítica do sistema de defesa nacional", salientou Macri.

As Forças Armadas podem ser usadas de maneira "dissuasiva ou efetiva" diante de agressões externas de qualquer tipo.

Depois de admitir que o país tem " um sistema de defesa desatualizado, anos de desinvestimento e ausência de uma política de longo prazo", o presidente explicou que as forças ainda têm " um desdobramento territorial para ameaças antigas ". Portanto, disse ele, o objetivo é "pagar a dívida que temos com as forças armadas da democracia".

Embora não tenha mencionado diretamente os decretos que serão publicados nos próximos dias com mudanças nos regulamentos que regem as ações das forças, ele disse que "este processo de modernização começará com uma nova diretiva de política de defesa nacional, que destaca a missão principal de proteger a soberania e integridade territorial do nosso país " .

"Mas também é fundamental que eles possam apoiar nossa política externa, contribuindo para a nossa integração ao mundo com uma maior presença nas ações de paz das Nações Unidas e sustentando nossa presença na Antártica", disse ele.

Ele também antecipou que os trabalhos sobre uma nova lei de militares, "permitindo que eles (as tropas) fazer o seu trabalho da melhor maneira possível e um sistema de reservas que permite aumentar as capacidades de defesa de nosso país em caso ser necessário ". Nesse contexto, ele falou da necessidade de um " salário adequado e um serviço de saúde de qualidade para eles e suas famílias".

"Sabemos que essa transformação não será fácil, as mudanças profundas nunca são, mas estou feliz por estarmos unidos para chegar ao consenso de uma política de longo prazo, hoje estamos dando o primeiro passo para a construção de forças armadas modernas, profissionais e equipadas. que a Argentina precisa ", concluiu.

 





Discurso do Ministro Mauricio Macri, no Campo de Mayo, para os oficiais dos Comandos Militares, onde detalha alterações  nas funções das Forças Militares.


Opinião DefesaNet

Para os brasileiros a apresentação do Presidente Mauricio Macri sobre as funções dos militares argentinos é um tanto irrelevante.

Porém, para o drama interno argentino com profundas cicatrizes e em especial  a manipulação política faz com que tudo relacionado aos militares na Argentina seja dramático.

O Editor


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


11/Setembro

11/Setembro

Última atualização 16 AGO, 13:00

MAIS LIDAS

Argentina