COBERTURA ESPECIAL - America Latina - Geopolítica

02 de Outubro, 2012 - 11:17 ( Brasília )

Venezuela alerta ONU para violência 'golpista' após vitória de Chávez


O representante permanente da Venezuela junto às Nações Unidas, Jorge Valero, denunciou nesta segunda-feira na ONU que setores "antidemocráticos e golpistas" de seu país recorrerão à violência no caso de vitória do presidente Hugo Chávez no próximo domingo.

"Denunciamos responsavelmente junto à comunidade internacional que setores nacionais antidemocráticos e golpistas, aliados a poderosos interesses externos, tentarão utilizar a violência para ignorar a vontade popular", disse Valero na Assembleia Geral da ONU, em Nova York. "Mas o povo venezuelano está preparado para defender, uma vez mais, suas conquistas democráticas e revolucionárias".

Em seu discurso na Assembleia Geral da ONU, Valero lembrou que desde 1999 "se realizaram catorze processos eleitorais nacionais" na Venezuela, que conta com o "sistema eleitoral mais moderno do mundo", segundo palavras do ex-presidente americano Jimmy Carter.

"Serão eleições transparentes e confiáveis", disse Valero, acrescentando que a Venezuela "necessita de uma oposição democrática". Chávez, de 58 anos e desde 1999 no poder, chega como favorito às eleições de domingo, mas Henrique Capriles Radonski, 40 anos, realiza uma campanha ativa e tem reduzido sua desvantagem nas pesquisas de intenção de voto.