COBERTURA ESPECIAL - America Latina - Geopolítica

22 de Agosto, 2012 - 10:45 ( Brasília )

OEA enviará missão acompanhar eleições no Paraguai


A Organização dos Estados Americanos (OEA) enviará na próxima semana uma missão com 500 observadores para acompanhar o processo eleitoral no Paraguai até 21 de abril de 2013. O trabalho dos observadores começará dia 9 de dezembro deste ano. O presidente do Tribunal Superior de Justiça Eleitoral (TSJE), Alberto Ramirez Zambonini, disse ter conversado com o representante paraguaio na organização que confirmou a informação.

A expectativa dos paraguaios é que com as eleições acabem as punições ao país. Desde a destituição do ex-presidente Fernando Lugo do poder, em junho, o Paraguai foi suspenso do Mercosul e da União de Nações Sul-Americanas (Unasul). A OEA discute na sexta-feira (24) o que fará em relação ao Paraguai.

A Justiça Eleitoral do Paraguai não definiu se Lugo pode concorrer ao cargo de presidente da República, em abril de 2012. O ex-presidente indicou que pretende disputar uma vaga ao Senado e liderar a oposição.

Zambonini disse que a missão de observadores da OEA fará um "monitoramento" do processo eleitoral. O Executivo, o Judiciário e o Legislativo do Paraguai apoiaram a participação dos observadores. A previsão é que 3,4 milhões de eleitores votem em abril de 2013, quando serão escolhidos o presidente, o vice-presidente, governadores, senadores e deputados federais.

De acordo com o presidente da Justiça Eleitoral, mais de 100 mil jovens votarão pela primeira vez e pelo menos 20 mil paraguaios que vivem no exterior participarão das eleições.