COBERTURA ESPECIAL - America Latina - Aviação

22 de Março, 2017 - 11:05 ( Brasília )

Brasil, Chile, Equador e Colômbia vão trocar informações logísticas sobre A-29

Os quatro países que operam o caça de ataque leve assinaram memorando de entendimento nessa segunda (20/03)

Ten Jussara Peccini


Brasil, Chile, Equador e Colômbia vão trocar informações logísticas e operacionais sobre o A-29 Super Tucano. O memorando de entendimento, assinado nessa segunda-feira (20/03), em Santiago, da qual participou o ministro de Defesa do Chile, José Antonio Gómez Urrutia, cria um fórum entre as Forças Aéreas com a finalidade de estabelecer cooperação quanto aos aspectos técnicos, logísticos e operacionais do caça de ataque leve.

A Força Aérea Brasileira foi representada pelo Comandante-Geral de apoio (COMGAP), Tenente-Brigadeiro do Ar Paulo João Cury; a Força Aérea do Chile, representada pelo seu Comandante em Chefe, General del Ayre Jorge Robles Mella; a Força Aérea do Equador pelo Comandante General Patricio Mora Escobar. A Força Aérea da Colômbia ainda assinará o documento.

A colaboração também reconhece a importância de se proporcionar apoio e engajamento para alcançar os objetivos comuns e considera as questões de custo-benefício, aquisição e de desenvolvimento.

Por meio do documento, ficam estabelecidos cursos pertinentes aos profissionais da aeronave. O memorando ainda formaliza a cooperação mais estreita por intermédio do grupo de operadores que envolverá o conhecimento e a experiência operacional, o desenvolvimento de capacidades, as aquisições de equipamentos, os programas de desenvolvimento e modificações, o apoio logístico e de serviços relacionados, assim como o intercâmbio de informações e projetos cooperativos.