COBERTURA ESPECIAL - America Latina - Defesa

18 de Setembro, 2015 - 12:30 ( Brasília )

Venezuela - Após a queda Estranhas reações em Caracas



Em mensagem desde o Centro de Comando Presidencial, do Palácio Miraflores, o ministro da Defesa da Venezuela, Vladimir Padrino López, fez um pronunciamento transmitido em rede nacional pela Agência Venezolana de Televisión, nesta manhã.

Seguindo a linha da nota para a imprensa desta madrugada, informou que “máis de 100 aeronaves foram apreendidas pela Aviación Militar Bolivariana (AMB) da Fuerza Armada Nacional Bolivariana (FANB).”.

Assim o General Padrino López, enfatizou alguns pontos interessantes e que merecem atenção:

- Ressaltou que mais de 100 aeronaves foram apreendidas realizando sobrevoos ilegais sobre o território Venezuelano. Muitas foram abatidas. Cerca de 180 toneladas de drogas foram apreendidas;

- A situação dos tripulantes do Sukhoi Su-30MK2 era desconhecida até o momento (manhã desta sexta).. A tripulação era composta pelos capitães:  RONALD RAMIREZ e  JACKSON GARCÍA;

- Embora mencionasse que desconhecia a situação dos pilotos, se solidarizou com as famílias, o que indica que possam ter falecido na queda;

- Iremos ao lugar da queda para verificar o que ocorreu;

- Por fim declarou sobre os dois capitães: “Conozco muy bien el manejo de los pilotos y he tenido el honor de viajar con ellos”.

Porém, uma declaração
, chamou a atenção, ao longo da mensagem televisada para toda a Venezuela, nesta manhã, o General Padrino Lópezo Ministro da Defesa e Chefe do Comando Estratégico Operacional (CEOFANB), o segundo homem em importância, de fato, na estrutura de governo da Venezuela. Muitos o consideram provável sucessor de Nicolás Maduro.  

O General Padrino López declarou que o Presidente Nicolás Maduro ordenou reforçar as alianças militares com a Rússia e a China.


Matérias Relacionadas

Venezuela – Cai Sukhoi SU30  Link


Tambores de Guerra - Em 24 horas 2 invasões do espaço aéreo Colombiano Link

Vídeo das declarações do General PAdrno López desde o Centro de Comando Presidencial no Palácio Miraflores.