COBERTURA ESPECIAL - Africa - Naval

19 de Julho, 2017 - 10:35 ( Brasília )

Marinha apoia o quinto Curso de Especialização em Infantaria na Namíbia


No dia cinco de junho de 2017, teve início o quinto Curso de Especialização de Infantaria (C-Espc-IF) da Namíbia na Naval Training School (NTS), localizada em Rooikop (Walvis Bay), com o apoio da Marinha do Brasil (MB).

A abertura oficial do curso foi realizada pelo Real-Admiral (JG) Nghinpandua, Comandante de Operações Navais da Marinha da Namíbia, acompanhado pelo Capitão de Mar e Guerra, fuzileiro naval, Mello, Chefe do Grupo de Assessoramento Técnico de Fuzileiros Navais (GAT-FN). O C-Espc-IF está sendo ministrado para 52 fuzileiros navais namibianos com a finalidade de especializá-los como cabos da arma de infantaria, após 130 dias letivos de aulas e instruções previstas no currículo do curso, o qual foi elaborado à semelhança do C-Espc-IF do Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo (CIASC).

Dentre as atividades curriculares previstas, destacam-se as disciplinas de Formação Militar Naval e Liderança, Orientação e Navegação Terrestre, Instruções Básicas de Combate, Operações de Fuzileiros Navais e Armas de Apoio de Fogo, além da realização de exercícios práticos de campo.

Outras atividades complementam a formação dos alunos, tais como: palestras sobre Direito Humanitário Internacional, Zona Econômica Exclusiva, Patrulha Naval, Conservação Ambiental e Liderança, além de visitas a navios e instituições de interesse da Marinha da Namíbia. Oficiais e Praças componentes do GAT-FN 2017 prestam a assessoria necessária para que o C-Espc-IF seja conduzido pelos instrutores namibianos.

“Quero reconhecer a contribuição do GAT-FN e apreciá-la pelo apoio e esforço leal que proporcionam ao desenvolvimento do nosso Corpo de Fuzileiros Navais. Gostaria, também, de destacar o apreço das equipes de instrução, namibianos e brasileiros, que disponibilizam seus tempos com muitos esforços para garantir que este tipo de treinamento seja devidamente planejado e executado”, disse na ocasião o Real-Admiral (JG) Nghinpandua.

“Para nós namibianos é muito importante a presença dos fuzileiros navais brasileiros, pois o conhecimento profissional que vocês trazem é fundamental para o crescimento do Corpo de Fuzileiros Navais da Namíbia”, complementou Haikola, Suboficial-Mor da NTS.


Fuzileiro naval durante istrução de Defesa Nuclear, Biológica, Química e Radiológica (NBQR) - Foto: MB

VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Pacífico

Pacífico

Última atualização 22 AGO, 11:40

MAIS LIDAS

Africa