COBERTURA ESPECIAL - Mão Amiga - Defesa

10 de Abril, 2020 - 10:50 ( Brasília )

Forças Armadas arrecadam alimentos para doação à população brasileira


Tenente Felipe Bueno


Em todo o Brasil, Organizações Militares das Forças Armadas participaram de campanhas para levar alimentos à população brasileira durante o surto da COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus. Nesta semana, em diversas localidades, unidades participaram de ações que visaram desde a arrecadação de mantimentos para famílias vulneráveis até o provimento de refeições para profissionais atuando na linha de frente de combate à pandemia.

Militares do Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília (DF), da Marinha do Brasil, entregaram 2,1 toneladas de alimentos a 140 famílias credenciadas aos Centros de Referência de Assistência Social de Brasília e Varjão. A Marinha também forneceu apoio de transporte para os moradores das comunidades do Varjão e Vila Planalto.

Em Tramandaí (RS), militares do Parque Histórico Marechal Manoel Luis Osorio, em apoio à Prefeitura Municipal, entregaram 741 cestas básicas a famílias vulneráveis da região. Em Santa Maria (RS), o Centro de Instrução de Blindados, em parceria com a Cruz Vermelha e a Prefeitura, arrecadou 4,5 toneladas de alimentos a serem doados. Também no Rio Grande do Sul, em Cachoeira do Sul, o 3º Batalhão de Engenharia de Combate arrecadou 6 toneladas de alimentos, montando 550 cestas básicas.

Ainda na Região Sul, o Tiro de Guerra 05-009, unidade do Exército em Maringá (PR), iniciou uma campanha de arrecadação de alimentos, que serão distribuídos para pessoas em vulnerabilidade. Em Rio Negro (PR), o 5º Regimento de Carros de Combate, em apoio à Defesa Civil, organizou cestas básicas para serem doadas.

Em Belo Horizonte (MG), a 4ª Região Militar entregou doações arrecadadas à organização Lar Recanto Feliz. "Eu quero agradecer a toda essa equipe, que nos comove. As Forças Armadas sempre estão nos momentos difíceis da população, cuidando da população, dos idosos do País dele, não só para momentos de guerra, mas também para a paz", disse Lúcia Helena, representante da instituição.

O Comando Conjunto atuando no Estado de São Paulo, através de militares do 2º Batalhão Logístico Leve, está auxiliando o Banco de Alimentos de Campinas (SP) na montagem de kits de alimentação destinados a entidades assistenciais. A unidade também atua na seleção e higienização de alimentos doados pelos permissionários da CEASA Campinas, destinados a instituições parceiras do Instituto de Solidariedade para Programas de Alimentação e famílias em situação de vulnerabilidade social. Já a 11ª Brigada de Infantaria Leve montou um refeitório para atender os profissionais de saúde que estão atuando na unidade de pronto-atendimento instalada próxima ao Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

Em Salvador (BA), o 6º Batalhão de Polícia do Exército (6º BPE) deu início à entrega de kits de alimentos a crianças e jovens atendidos pelo Programa Forças no Esporte (PROFESP), iniciativa do Ministério da Defesa em parceria com o Ministério da Cidadania. A unidade atende cerca de 100 estudantes, que deixaram de receber as alimentações com a interrupção das atividades do PROFESP. A distribuição de kits é uma forma de atenuar as dificuldades enfrentadas durante o surto de COVID-19.

Operação Covid-19
O Ministério da Defesa ativou, em 20 de março, o Centro de Operações Conjuntas, para atuar na coordenação e no planejamento do emprego das Forças Armadas no combate à Covid-19. Nesse contexto, foram ativados também dez Comandos Conjuntos, que cobrem todo o território nacional, além do Comando Aeroespacial (COMAE), de funcionamento permanente. A iniciativa integra o esforço do governo federal no enfrentamento à pandemia e recebeu o nome de Operação Covid-19.

As demandas recebidas pelo Ministério da Defesa, de apoio a órgãos estaduais, municipais e outros, são analisadas e direcionadas aos Comandos Conjuntos para avaliarem a possibilidade de atendimento.


VEJA MAIS