COBERTURA ESPECIAL - Mão Amiga - Terrestre

30 de Outubro, 2018 - 10:50 ( Brasília )

Caio Romero, jovem que transformou deficiência em motivação, é recebido pelo EB


Aos 21 anos de idade, o estudante universitário, Caio Henrique Romero, realizou um desejo antigo no dia 26 de outubro: assistir uma formatura militar.

Em lugar de destaque, no palanque da 9ª Companhia de Guarda, no Forte do Comando Militar do Oeste (CMO), ele acompanhou a formatura de entrega de certificados aos militares do Exército Brasileiro, policiais militares do Estado de Mato Grosso do Sul e policiais municipais de Campo Grande que participaram das instruções de Nivelamento de Combate Corpo a Corpo.

“Eu sempre tive vontade de assistir uma formatura militar. Recebi um convite de um amigo da minha família e estou aqui realizando esse desejo,” disse empolgado, o estudante.

A história de Caio Romero vem chamando a atenção de muita gente. Ele tem paralisia cerebral congênita e, por meio de um canal no Youtube, transformou a deficiência em motivação para centenas de pessoas que acompanham os vídeos dele pela internet.



“Eu queria ser útil de alguma forma para a sociedade, foi por isso que criei o canal na internet. Lá, eu conto minha história de vida e, por meio disso, transmito mensagens de otimismo, motivação, superação. Se eu, com toda a minha paralisia, consegui chegar até aqui, por que uma pessoa sem limitações, não luta pelos seus objetivos, pelos seus sonhos?”, explicou o youtuber.

A mãe de Caio, a dona de casa, Márcia Romero, é quem dá todo suporte para a realização do sonho do filho. Ela faz as gravações e, depois, ele edita tudo sozinho. “O Caio passou por muitas dificuldades, preconceitos, muitas barreiras e, mesmo assim, nunca desistiu de nada.

Hoje ele está terminando a faculdade de Marketing Digital e está conquistando os desejos dele,” comemora. A pequena equipe de Caio gravou todos os detalhes da visita ao Complexo do CMO e, no dia seguinte, o vídeo da formatura da Cia de Guarda já estava disponível na página dele com o relato sobre tudo que viu e sentiu durante a solenidade.

“Se eu não tivesse essa limitação, eu gostaria muito de servir ao Exército Brasileiro. Eu acho lindo você cuidar do seu País, da sua Pátria. É um trabalho muito bonito,” disse o acadêmico, dono do canal “Diário do Caio Henrique”.

Fotos: Sd P. Lopes

VEJA MAIS