COBERTURA ESPECIAL - Mão Amiga - Defesa

31 de Outubro, 2016 - 11:00 ( Brasília )

Fiesp homenageia Forças Armadas e reforça apoio a parcerias nos projetos sociais


Roberto Cordeiro

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) reuniu na sexta-feira (28) à noite oficiais generais da Marinha, do Exército e da Aeronáutica para uma homenagem às Forças Armadas. Num discurso, o presidente da entidade, Paulo Skaf, destacou que “as Forças Armadas trazem muito vantagem para o Brasil”. “Não consigo imaginar como seria o nosso país se não existisse a Marinha, o Exército e a Aeronáutica”, contou Skaf.

O líder empresarial prometeu também apoiar projetos sociais e esportivos em curso, como o Soldado Cidadão e o Programa Forças no Esporte (Profesp). O ministro da Defesa, Raul Jungmann, junto com os comandantes das Forças Armadas, almirante Eduardo Bacellar Leal Ferreira (Marinha), general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas (Exército), e brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato (Aeronáutica), e o chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), almirante Ademir Sobrinho, destacou também o apoio da Fiesp aos atletas paralímpicos.

“Temos as melhores expectativas de estabelecermos uma parceria com o SESI para construirmos e solidificarmos as “pontes” entre o esporte de base e o esporte de excelência em nosso País”, disse.

E continuou: “Ainda no segmento desportivo, o Ministério da Defesa encontra-se de braços abertos, à luz de análise jurídica já realizada sobre a legislação em vigor e que será consolidada em Portaria Ministerial, para acolher novos atores, quiçá oriundos do pujante empresariado industrial paulista, no rol de apoiadores do desporto militar.”

Segundo Jungmann, “juntos, poderemos compartilhar as conquistas e, naturalmente, as responsabilidades na continuação e no fomento desses programas que proporcionam tantas alegrias e benefícios à nossa sociedade”.

“Finalmente, refiro-me ao programa do SESI-SP de apoio a atletas paralímpicos e destaco a importância de trazermos algumas de suas características para o nosso projeto piloto de apoio ao paradesporto, o João do Pulo”, afirmou.

Homenagem às Forças Armadas

A noite era de festa. No imponente prédio da Fiesp, na avenida Paulista, os salões foram abertos para receberem os principais comandantes militares das Forças Armadas. À frente, o ministro Raul Jungmann conduzia os oficiais generais da Marinha, do Exército e da Aeronáutica. A primeira parada foi no gabinete da Presidência da Fiesp. Lá, o ministro, os comandantes das Forças, o chefe do EMCFA, e o secretário de Produtos de Defesa do Ministério, Flávio Basílio, tiveram uma breve reunião.

Depois, seguiram para o salão de recepção. O diretor do Departamento da Indústria de Defesa (Comdefesa), Jairo Cândido, fez o discurso de boas-vindas.

Ele recordou o período de crise econômica pelo qual o País atravessa e que atinge os principais setores produtivos, mas ressaltou que, mesmo assim, as Forças Armadas conseguiram que o Brasil realizasse os Jogos Olímpicos e Paralímpicos “sem a perda da eficiência”.

Já o ministro Raul Jungmann ressaltou a tradicional homenagem que a entidade industrial presta às Forças Armadas. “Ao manter a tradição de oferecer essa homenagem anualmente, a Fiesp reforça os laços que, lastreados na Base Industrial de Defesa, unem as Forças Armadas ao setor industrial de nosso país”, disse.

No encerramento, Paulo Skaf reforçou a proposta de seguir com as parcerias e lembrou visitas feitas às organizações militares com destaque para as 48 horas em que passou no Haiti. “Lá, pude ver a postura diferenciada do soldado brasileiro. É bem diferente dos outros países. E por isso nós temos que nos orgulhar muito”, finalizou.