COBERTURA ESPECIAL - 11/Setembro - Geopolítica

29 de Julho, 2011 - 12:00 ( Brasília )

"Eu queria projetar calma", diz Bush sobre reação ao 11/9


O ex-presidente dos EUA George W. Bush disse que sua aparente falta de reação após tomar conhecimento dos atentados de 11 de setembro de 2001 foi uma decisão consciente, para projetar uma aura de calma em meio a uma crise.

Numa rara entrevista, concedida ao National Geographic Channel, Bush reflete sobre o que passou pela sua cabeça no momento mais dramático da sua presidência, quando foi informado que um segundo avião de passageiros havia se chocado contra o World Trade Center, em Nova York.

Bush estava em visita a uma escola da Flórida, e o incidente, gravado por TVs, foi várias vezes citado por críticos que ridicularizavam sua expressão facial aparentemente inerte ao ser informado dos ataques.

"Minha primeira reação foi de raiva. Quem diabos faria isso com a América? Então imediatamente me foquei nas crianças, e no contraste entre o ataque e a inocência das crianças", disse Bush em um trecho da entrevista divulgado na quinta-feira.

Bush disse que viu os jornalistas no fundo da sala também recebendo a notícia por seus celulares, e que isso foi "como assistir a um filme mudo".

O ex-presidente contou que logo percebeu que muita gente fora daquela sala de aula iria ver sua reação. "Então tomei a decisão de não pular imediatamente e sair da classe. Eu não queria agitar as crianças. Eu queria projetar uma sensação de calma", explicou Bush, justificando sua decisão de permanecer sentado e em silêncio.



Outras coberturas especiais


Especial Espaço

Especial Espaço

Última atualização 24 NOV, 15:00

MAIS LIDAS

11/Setembro